Sinergia

De origem grega, a palavra é formada por “syn”, que significa união ou junção, e “ergia”, que quer dizer unidade de trabalho. E isso quer dizer que o todo é maior que a soma das partes. No contexto empresarial, sinergia são todas as movimentações internas da empresa seguindo uma linha mestra em favor do crescimento da empresa ou do grupo de empresas.

Sinergia é a junção, a soma que faz uma empresa ou um grupo de empresas ser completamente diferente do seu concorrente. Sinergia é integração.

Ter sucesso é o objetivo de qualquer empresa, mas vencer no mundo corporativo requer diversas competências. Uma delas é a relação entre os donos, que precisam estar constantemente dispostos a aprender, avaliar seu próprio desempenho e mudar. Sim, fazer ajustes de estilo, gestão, dedicação, entre outros.

Para José Carlos Ignácio, uma sociedade tem de ser geradora de sinergia empresarial. Se não for assim, há algo errado: “Quando há sinergia, existe a chance de se acelerar e garantir o sucesso de um empreendimento. Os trabalhos e as forças de trabalho se complementam, as responsabilidades são divididas de forma adequada, o diálogo é constante e fluido”.

Ainda de acordo com Ignácio: “Por outro lado, se atuarem individualmente, sem um objetivo em comum e com acumulação de problemas, o desempenho de cada sócio será mais lento e desgastante, podendo trazer sérias consequências para o grupo empresarial num futuro próximo ou mais distante”.

Trabalhar em sinergia contribui para garantir a prosperidade das empresas nos mercados cada mais competitivos. Estar alinhado, com objetivos em comum, contribuirá muito com que os sócios apresentem resultados de desempenho positivos que serão convertidos em lucro. Além disso, uma vez que os proprietários das empresas trabalhem em sinergia, será natural que os funcionários se sintam estimulados a acompanhar essa característica. Afinal, de nada adianta querer que os funcionários trabalhem em sinergia, se os proprietários não estão remando para o mesmo lado.

A sinergia está em toda a parte na natureza. Se você colocar duas plantas lado a lado, as raízes se misturam e melhoram a qualidade do solo, de modo que as duas plantas crescem melhor do que se estivessem separadas.

Quando as empresas buscam por fusões e aquisições, estão buscando, principalmente, ganho de sinergia, porque juntas podem ser muito melhores do que agindo isoladamente. Por isso, milhões de dólares são investidos todos os anos em fusões e aquisições com o objetivo de buscar a sinergia entre empresas.

Enquanto muitas empresas investem altas cifras em fusões e aquisições na busca de sinergia, muitos grupos empresariais, infelizmente, perdem a oportunidade de aproveitá-la, tentando, cada empresa do grupo, resolver os seus problemas ou tomar decisões independentes. Quanto tempo se perde em apontar os pecados alheios, em politicagem, rivalidades, conflitos interpessoais, medidas preventivas de proteção, maquinações e adivinhações? Equivale a tentar dirigir em uma estrada com um pé no acelerador e o outro no freio.

Somar forças faz com que um grupo de empresas tenha um diferencial competitivo invejável e muito barato. Mas, para que os grupos empresariais consigam essa sinergia, a palavra mais importante entre os administradores das empresas do grupo tem que ser “nós” e a menos importante, “eu”. Se os administradores tiverem essa consciência de sinergia, ninguém segura o grupo empresarial.

Deseja tornar a sua empresa mais competitiva?

As empresas precisam ser competitivas e o mercado exige agilidade e segurança nas tomadas de decisão. A implantação de boas práticas de governança corporativa oferece condições aos membros da família para assumirem suas funções dando suporte para o desenvolvimento da empresa em bases mais sustentáveis.

Fale conosco: (37) 9.9987-9358.

 

Comentários
×