Settrans quer retirada de tenda do Papai Noel colocada por comerciantes

Rafael Camargos

Com cascatas de luzes, panos coloridos e pinheiros, comerciantes de Divinópolis enfeitaram a avenida Antônio Olímpio de Morais, nos quarteirões entre as ruas Minas Gerais e Rio de Janeiro. Com isso, trouxeram de volta às ruas um Natal colorido e festivo que já foi tradição. Porém, agentes da Secretária Municipal de Trânsito e Transportes (Settrans) pediram que os comerciantes retirem a tenda do Papai Noel que estava instalada no acostamento da avenida. Eles alegaram que a estrutura não poderia estar no local.

De acordo com Robson Assunção, um dos empresários envolvidos no projeto de decoração da avenida, os agentes chegaram ao local de forma hostil e já pedindo para retirar a tenda do local onde estava instalada. O que eles não imaginavam é que toda a estrutura tem o aval da Secretária Municipal de Planejamento e Obras.

— O que a gente fez foi tudo com o aval da secretaria de planejamento. No próprio dia 11, segunda-feira, a Settrans nos notificou e entramos com a documentação que eles solicitaram e entregamos a resposta — comentou o empresário.

Para Robson, a tenda do bom velhinho não atrapalha em nada no fluxo de veículos da avenida, uma vez que ela é montada só a partir das 18h. Ainda segundo ele, tanto a secretaria quanto os agentes deveriam se preocupar com assuntos mais importantes.

— Depois que a notificação foi entregue, eles não voltaram mais. Eles deveriam ter nos procurado e dado um tempo para resolver. Acho que a Prefeitura tem muito mais coisa para preocupar nas ruas do que com enfeites de natal — argumentou.

Assunção conta que, neste ano, a iniciativa reuniu 40 lojistas e uma cooperativa de crédito, e que a prefeitura não contribuiu com a decoração.

— E neste ano eles nem colaboraram com a gente. Foi uma iniciativa de vários comerciantes — finalizou.

Outro lado

Procurada, a Prefeitura informou que o documento emitido pela Secretaria de Obras era somente uma autorização para os comerciantes entraram com o processo de alvará. O setor responsável analisa a liberação.
A administração não se pronunciou sobre a notificação. A assessoria informou ainda que a Prefeitura não participou da decoração devido à contenção de gastos, porém um projeto para os próximos anos é analisado.

Comentários
×