Setor de serviços lidera a geração de empregos formais

Na região, em junho, todas as cidades apresentaram saldos positivos

Da Redação

Segundo relatório apresentado à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Divinópolis e Instituto Vitaltec, com base nos dados do Caged, Divinópolis registrou saldo positivo na criação de vagas, pelo segundo mês consecutivo, com 367 novos postos de trabalho no mês de junho.

O setor de serviços foi responsável pela geração de 167 novos contratos, acompanhado pelo comércio com 105, indústria com 80, construção civil, 30 ‒ agropecuária registrou saldo negativo de 15 postos extintos. Pelo segundo mês consecutivo serviços, comércio e indústria tiveram elevações na criação de emprego formal.

Na análise do primeiro semestre de 2021, os resultados também são positivos, pois a cidade gerou 1.436 novos postos de trabalho com carteira assinada. Em comparação com o mesmo período do ano passado, nota-se que há uma boa recuperação dos principais segmentos econômicos do município.

Na análise anual, conforme o levantamento, o mercado de trabalho divinopolitano retrata um comportamento de flutuação da geração de novos postos de trabalho, no entanto, mesmo com a oscilação dos números, pode-se inferir que há um processo de recuperação do mercado de trabalho, pois houve um saldo de 3.039 empregos, resultante de 26.029 admissões e 22.990 demissões.

Diferentemente da maior parte do país, o comércio foi o setor econômico com a maior criação de vagas anual, com 1.108, seguido pela indústria, 953; serviços, 647; construção, 300; e agropecuária, 31.

Centro-Oeste 

Analisando o comportamento do mercado de trabalho nas principais cidades da região, observa-se, conforme a pesquisa, que em junho todas as cidades apresentaram saldos positivos.

Entre os cinco maiores municípios da região, o destaque ficou com Nova Serrana, que, depois do terceiro mês seguido de retração, gerou 480 novas vagas.

Comparando-se com o mesmo período de 2020, todas as cidades estudadas demonstraram valores superiores, no entanto, tal comparação não pode ser considerada como relevante, uma vez que a base de comparação é muito fraca.

Ainda na região Centro-Oeste, Divinópolis ultrapassou Itaúna e se destacou na criação acumulada de vagas no período de 12 meses, com 3.039 ‒ em seguida ficaram Itaúna, com 2.736, e Nova Serrana, com 2.206.

— Verificamos que o mercado de trabalho de Divinópolis vem apresentando uma tendência de melhora, liderado pelo setor de serviço e comércio. A cidade melhorou no ranking de classificação no estado e na região. Mas os resultados ainda são tímidos se comparados com as principais cidades de Minas. Há uma expectativa de melhoria nos próximos meses. Com a diminuição das medidas restritivas e a retomada da economia é esperado que o setor de serviços, seguido pelo comércio, melhore ainda mais no segundo semestre — avalia o economista do instituto Vitaltec, Leandro Maia.

Foto/Divulgação

Setor de serviços foi responsável pela geração de 167 novos contratos

Comentários
×