Servidores da Settrans são suspeitos em ação do MP

Prefeitura aguarda conclusão do órgão para tomar ou não medidas administrativas contra os responsáveis

Da Redação

O Ministério Público (MP) esteve, na última sexta-feira, 27, na sede da Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Segurança Pública (Settrans) e na casa de três servidores da pasta para cumprir mandados de busca e apreensão. A operação, que contou com o apoio da Polícia Civil (PC), recolheu documentos e computadores do setor de Aprovação de Projetos de Trânsito. Ao Agora, a Prefeitura informou ontem que aguarda o material ser periciado, bem como uma notificação do órgão sobre os resultados da investigação.

Apoio

O Executivo se manifestou, em nota divulgada na sexta-feira, seu apoio às investigações e ao trabalho do Ministério Público.

— (...) a Administração Municipal informa seu total e irrestrito apoio e colaboração ao processo investigatório instaurado. O Município entende ser de extrema importância a apuração de eventuais irregularidades que estejam sendo praticadas de forma isolada por servidores e para que estes, uma vez constatada a responsabilidade, possam ser punidos de acordo com a legislação vigente, após garantidos o direito de ampla defesa e contraditório — afirmou.

O Executivo ainda detalhou que nenhuma outra secretaria está envolvida nas possíveis irregularidades.

— Salienta-se que a operação tem como objeto a apreensão de computadores e equipamentos eletrônicos do Setor de Aprovação de Projetos de Trânsito, sem nenhum tipo de vínculo com nenhum outro setor da secretaria — informou.

Por fim, a Administração ressaltou que irá acompanhar as investigações para, a depender da conclusão do MP, punir os responsáveis.

— Importante destacar que a Administração Municipal acompanhará, por meio de seu departamento jurídico, o resultado do procedimento realizado e que, no momento, avaliará quais as medidas administrativas serão adotadas em relação ao fato — explicou.

Secretário

Após a ação de busca e apreensão do Ministério Público na secretaria, o Agora entrou em contato com o líder da pasta, Marcelo Augusto. Ele explicou que, como o processo está em segredo de Justiça, não há informações adicionais disponíveis.

— No entanto, a Settrans apoia as investigações e, após os trâmites, tomará as medidas administrativas necessárias — ressaltou.

O secretário confirmou que três servidores da pasta estão sendo investigados. Até o momento, nenhum deles foi afastado.

Comentários
×