Servidor da Prefeitura suspeito de abuso sexual da filha é solto

Ministério Público não requereu conversão de prisão temporária em preventiva; decisão causa revolta na família da vítima

Paulo Vitor Souza 

Foi solto na manhã desta terça-feira, 21, o servidor público suspeito de abusar sexualmente da filha, em Divinópolis. O homem de 51 anos não teve prisão temporária convertida em preventiva, embora os procuradores da vítima tenham feito o pedido. Ele havia sido preso em 21 de maio, depois de ter prisão decretada pela Polícia Civil (PC), por meio da delegada de Menores e Idosos, Maria Gorete Rios.

Ainda de acordo com informações iniciais, o suspeito que estava detido em Bom Despacho  foi  liberado agora há pouco e será ouvido nesta quarta-feira, 22, na Delegacia Regional. 

Segundo as investigações da PC, o acusado abusou da filha desde os seis anos de idade.  Ele teria feito o mesmo com a enteada e uma sobrinha que mora em outra cidade. As investigações tiveram início depois que a vítima foi até a delegacia junto da mãe e prestou denúncia contra o homem. A mãe da jovem confirmou que o suspeito é o pai biológico. Depois da denúncia, a polícia concedeu medida protetiva à vítima.

 A mãe e a filha revelaram detalhes da situação em uma entrevista exclusiva concedida ao Agora logo depois que o suspeito foi preso.

A decisão desta terça-feira causou revolta na família da jovem abusada.

O Agora volta a qualquer momento com novos desdobramentos.

Comentários
×