Serviços imobiliários, médicos e de ensino são os maiores geradores de emprego

 

 

Pablo Santos 

O setor de serviços continua criando emprego e, de longe, é o maior gerador de vagas com carteira assinada em Divinópolis. Dentro do segmento de serviços, a administração de imóveis e valores mobiliários gerou quase 330 oportunidades neste ano e foi a maior expansão entre os subsetores divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Serviços médicos e o ensino também aparecem em destaque no emprego.

De janeiro a outubro, o setor de serviços na cidade contratou 7.367 trabalhadores e 6.741 foram dispensados. A diferença de 626 é o volume de vagas criadas com carteira assinada pelo setor, conforme os dados do MTE. 

Setores

 Dentre os setores, o maior volume de oportunidades abertas na cidade foi o imobiliário. De acordo com os dados do MTE, foram abertas de janeiro a outubro no setor de administração de imóveis e valores imobiliários, 346 oportunidades formais de trabalho.

Na segunda posição aparecem os serviços médicos, odontológicos e veterinários com 148 postos de trabalho criados com carteira assinada. Já o ensino foi outro segmento dos serviços com oportunidades abertas chegando a 112 nos em 10 meses de 2017.

Outros dois setores dos serviços como transportes/comunicações, além de Instituições de crédito, seguros e capitalização também tiveram saldo positivo com 29 e 12, respectivamente, de postos de trabalho abertos de janeiro a outubro.

Apenas um segmento dos serviços sofreu queda na geração de postos de trabalho. De acordo com MTE, os serviços de alojamento, alimentação, reparação e manutenção encerram 21 vagas até o momento.

 Comparação 

No ano passado, a cidade gerou de janeiro a outubro 294 oportunidades formais no setor de serviços. O valor é bem inferior ao deste ano com as 626 oportunidades criadas. Em 2015, apenas duas foram abertas no mesmo intervalo de comparação e, em 2014, o setor de serviços criou 581 vagas.

Já em 2013 foram 338 postos de trabalho abertos e, em 2012, foram abertas 1.002 vagas. Atualmente, o setor de serviços emprega na cidade 21,9 mil trabalhadores em 5,7 mil empresas do segmento.

 

Comentários
×