Serviço do Luto é incumbido de buscar corpo, mas mulher ainda estava viva

Agentes funerários afirmam que Samu negou atendimento e família teve que registrar boletim de ocorrência

Da Redação

Os agentes do Serviço Municipal do Luto em Divinópolis passaram por mais uma situação constrangedora na manhã deste domingo, 31. Tudo devido a nova determinação da Prefeitura que delega a elesa obrigação de buscar os corpos nas casa das famílias. Na ocorrência deste domingo, familiares de uma mulher de 65 anos, moradora do bairro Interlagos, ligaram para o Serviço Municipal, solicitando que fosse a uma residência buscar um corpo. Durante a ligação, os agentes foram  informados pelos parentes que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já havia sido acionado para atender a idosa. No entanto, o atendente do Samu informou à família de que o Luto é que deveria fazer o serviço. Os agentes, então, segundo relatos de um vídeo gravado por um deles, foram  intimados a ir até a casa e, ao chegarem ao local, na rua José Aristides,  ficaram surpresos,pois o Samu já estava lá atendendo a idosa que ainda tinha sinais vitais.

— Eles (o Samu) só vieram aqui depois que a família registrou um boletim de ocorrência na polícia, ou seja, negou o atendimento. Tentaram reanimar a senhora. Um constrangimento para a família e para nós. A gente com a funerária do lado de fora, sem saber se a mulher está viva ou não. Imagina se a gente faz a remoção desta senhora com ela acordasse dentro do carro? Como ficaria esta situação? Faço estas perguntas para vocês — desabafa o agente. Confira vídeo abaixo.

Em conversa com o Portal Agora uma fonte, que prefere não se identificar, informou que a senhora morreu logo depois das tentativas de reanimação.

A fonte disse ainda que a Declaração de Óbito foi feita pelo médico do Samu que atendeu à ocorrência, quando os agentes funerários então tiveram o documento que lhes permitiam fazer a remoção. Conforme descrição do documento, a causa da morte é indeterminada e não covid.

Decisão

O Portal Agora também ouviu a assessoria de comunicação do Samu. Conforme o setor, a decisão de os agentes buscarem os corpos foi acertada em uma reunião entre o Samu e a Prefeitura. Decisão que o Agora informou com exclusividade. Sobre a ocorrência da amanhã deste domingo, a comunicação ainda do Samu, disse o seguinte: 

— A nossa Unidade de Suporte Avançado (USA) esteve no local. Quando a equipe chegou, a senhora já estava em óbito — afirmou.

 

 

Comentários
×