Semusa relembra sobre a oferta do procedimento de ecoespuma

O ambulatório de doenças venosas crônicas existe há mais de dois anos na Policlínica de Divinópolis.

Da Redação

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) por meio da Atenção Secundária à Saúde, nesta sexta-feira, 6, relembra a população que está sendo realizado o procedimento de ecoespuma, para pacientes com quadro de varizes calibrosas, úlceras de estase, refluxo de safenas e presença de veias perfurantes insuficientes. 

Caso apresente queixas de dores nas pernas, inchaço, alterações da coloração, presença de veias calibrosas, machucados de origem venosa, solicite ao médico da unidade de saúde mais próxima, uma avaliação e caso necessário, o encaminhamento ao ambulatório de doenças venosas crônicas.

O ambulatório de doenças venosas crônicas existe há mais de dois anos na Policlínica de Divinópolis. Neste período já foram mais de 3000 procedimentos realizados e mais de 1000 pacientes atendidos. 

Através da técnica ambulatorial, os pacientes com quadro de varizes calibrosas, úlceras de estase (que são os machucados nas pernas associado à varizes), refluxo de safenas e presença de veias perfurantes insuficientes podem ser tratados no ambulatório da Policlínica, sem necessidade de repouso ou internação. 

Com uso de ultrassom vascular associado a medicamentos em forma de espuma, essas veias podem ser tratadas em sessões de aplicação, até a resolução do problema e com excelentes resultados. O tratamento é prático, o que não limita o paciente a quaisquer atividades do dia a dia, além de não haver necessidade de repouso ou internação hospitalar.

Comentários
×