Semusa divulga situação de internações nos hospitais de Divinópolis

 

Da Redação

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), por meio da Vigilância em Saúde, divulgou nesta segunda-feira, 15, os novos números de casos e notificações, óbitos e situação de internações nos hospitais da cidade. As informações correspondem até o último sábado, 13, encerramento da 24ª semana epidemiológica.

Em relação às internações, a média de pacientes nos hospitais é avaliada desde a 15ª semana epidemiológica.

— É fato que a doença avança em todo o país, incluindo Divinópolis. Além do coronavírus, há inúmeras outras enfermidades virais em circulação nesta época do ano, como a Influenza H1N1 e o Rinovírus. Devido esse fator agravante, a situação de internações nos hospitais do município está sendo monitorada diariamente — informou a Prefeitura. 

Infraestrutura e taxa de ocupação hospitalar

A infraestrutura hospitalar municipal teve reforço desde o início da pandemia. No dia 3 de junho deste ano, a UPA passou a funcionar com 35 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O município atualmente conta com 94 leitos específicos para o atendimento de pacientes suspeitos de covid-19 e 135 leitos em setor aberto para a mesma finalidade.

A taxa de ocupação hospitalar das vagas de leitos de UTI vem sendo monitorada nos quatro hospitais da cidade e na UPA. Este serviço é realizado pela Vigilância em Saúde desde abril. 

Número de casos positivos

Em comparação à última semana epidemiológica, a 24ª apresentou uma redução nos casos confirmados da doença. Enquanto o último registro contabilizou 44 novos pacientes positivos para o coronavírus, os dados atuais são de 37. Apesar do decréscimo, o número consta ainda como o segundo mais alto de todas as avaliações.

Casos notificados e óbitos

Os pacientes que apresentam quadro suspeito para o coronavírus tiveram um crescimento notável desde a última semana. Dos 179 novos casos notificados na 23ª semana, a atual conta com 293. Este número representa o terceiro maior de todas as análises epidemiológicas.

— Infelizmente, a semana foi marcada por sete novos óbitos da doença. Esta foi a maior contabilização de mortes no município desde o início da pandemia — informou a Prefeitura. 

Internação de pacientes suspeitos

A média de pacientes suspeitos de coronavírus nas UTIs de hospitais de Divinópolis corresponde a 20,3. Já a média de pessoas internadas em setor aberto nas unidades hospitalares corresponde a 24,8. O número é adquirido através  dos dados fornecidos pelos centros de saúde municipais: Hospital Santa Lúcia, Hospital Santa Mônica, Complexo de Saúde São João de Deus, Hospital São Judas Tadeu e UPA Padre Roberto.

Já o número de pacientes internados nas UTI de Divinópolis enquadrados em todas as comorbidades corresponde a 67 pessoas nesta semana.

Comentários
×