Semana de nomeações na Prefeitura

 

Da Redação

A primeira semana de abril tem sido marcada por nomeações na Prefeitura de Divinópolis. Desde segunda-feira, 1º, o Executivo tem feito designações para diversos cargos comissionados. Na edição de segunda-feira do Diário Oficial dos Municípios Mineiros, seis nomeações foram feitas. As designações foram nas secretarias municipais de Esporte e Juventude; de Educação; de Governo; de Operações e Serviços Urbanos; e de Assistência Social, totalizando 169 nomeações. Os cargos designados são: coordenadoria de recursos humanos na Semed; subcoordenadoria administrativa e coordenadoria de contratos e convênios na Semej; assessoria de informações e interface administrativa na Segov; coordenadoria de proteção social básica na Semas; e gerência administrativa na Semsur.

O número passou para 170 na terça-feira, 2, com a nomeação de Jéssica de Freitas Mourão Cota para o cargo de gerência administrativa na Secretaria Municipal de Cultura (Semc). As designações voltaram a ser feitas ontem, nas secretarias municipais de Agronegócios (Semag) e de Obras Públicas e Planejamento (Semfop). Foram nomeados: José Salvador de Melo, no cargo em comissão de coordenadoria de Fiscalização e apreensão de animais, na Semag; Israel Mendonça no cargo de gerência administrativa na Semfop e Tony Ângelo no cargo de coordenadoria administrativa, também da Semag.

As novas designações foram publicadas no Diário Oficial e, com elas, o número de nomeações na Prefeitura já chega a 173. De acordo com a última estrutura organizacional da Prefeitura, disponibilizada no Portal da Transparência, dos 171 cargos comissionados nomeados, apenas 67 eram ocupados por servidores efetivos, o outros 104 são de livre nomeação.

História

O número de cargos comissionados ocupados no Executivo hoje ultrapassa o de nomeados no fim de 2018, quando a Prefeitura anunciou o segundo pacote de economia. No dia 19 de novembro, o Executivo divulgou, pela segunda vez, as medidas de contenção de despesas que seriam tomadas para enfrentar o confisco de repasses promovido pelo governo do Estado.

Entre os cortes previstos estava a redução de 65 cargos comissionados. Na época, a Prefeitura tinha 215 cargos comissionados nomeados, bem próximo dos 220 permitidos por Lei. Dos 65 anunciados, apenas 47 foram exonerados, e o Executivo terminou o ano com 168 cargos comissionados nomeados.

Em janeiro deste ano, o prefeito de Divinópolis, Galileu Machado (MDB), exonerou todos os comissionados, e renomeou 149, em um único decreto. As designações faziam parte da reforma administrativa proposta pelo chefe do Executivo, e aprovada pelos vereadores em julho do ano passado. O Agora apurou que houve uma redução de 19 cargos comissionados na estrutura organizacional da Prefeitura, logo após a implementação do novo organograma.

 

Comentários
×