Sem chuvas há 100 dias, seca já castiga o Itapecerica

Rio está cada vez mais abaixo do nível; Copasa nega risco de desabastecimento

Rafael Camargos

É só chegar mais ou menos nesta época do ano que os mesmos problemas enfrentados pelos divinopolitanos em períodos anteriores voltam a assombrar as casas de muitos. A falta de água, principalmente em bairros da parte alta da cidade. No último final de semana, por exemplo, cerca de 70 bairros ficaram sem água. Porém, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) informou que a falta de água não ocorreu por baixo volume em seus reservatórios, mas devido a manutenções emergenciais no sábado.

Disse também que o problema ocorreu por conta de reparos nas unidades de bombeamento de água da captação do Itapecerica.

Mas, o velho Itapecerica não é mais o mesmo. Responsável por abastecer os lares de 80% da população da cidade, enfrenta o dilema da estiagem. Situação normal para essa época do ano, mas que preocupa quando se fala em abastecimento de água, já que não chove há cerca de 100 dias.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), uma massa de ar continental seca que atua no Sudeste mantém a estabilidade no tempo quente e sem nuvens na maioria das regiões de Minas Gerais. Em algumas delas, a baixa umidade do ar favorece a formação de névoa seca, principalmente em localidades do Norte e Oeste, onde os índices de umidade do ar devem variar entre 15% e 30% durante a tarde.

Especialista

De acordo com o meteorologista Luís Ladéia, nos próximos dias o clima não terá mudanças. O cenário irá se repetir. O tempo seco e temperaturas variam entre 30° C. A mínima será de 8° C.

O cenário não tem alteração em Divinópolis. O tempo continua seco e não existe nenhuma previsão de chuva pelo menos até o final do mês, quando devem ocorrer pancadas isoladas.

— A questão é que estamos no período de estiagem e isso é normal nesta época do ano, mas não deixa de ser preocupante, já que não chove há mais de 100 — frisou.

Situação

Os bairros Alterosa, Alvorada, Anchieta, Belo Vale, Belvedere I, Belvedere II, Bom Pastor, Campina Verde, Candelária, Casa Nova e Chácara Santa Rita, são alguns dos cerca de 70 bairros que tiveram o abastecimento de água interrompido. Procurada ontem pela reportagem, a Copasa informou que o abastecimento em alguns bairros, principalmente em regiões mais altas, permanece prejudicado para continuidade dos serviços de manutenções nas unidades de bombeamento de água da captação do rio Itapecerica, iniciado no sábado.

Ainda conforme a concessionária, o restabelecimento completo do abastecimento está previsto para ocorrer de forma gradativa a partir desta madrugada.

Racionamento de água

A companhia esclareceu que os mananciais responsáveis pelo abastecimento de Divinópolis estão com vazões normais para esta época do ano, não apresentando, até o momento, indicativos de risco de racionamento na cidade.

Comentários
×