Secretaria de Saúde ainda organiza transição de drive-thrus para postos

Mudança, apesar de confirmada, segue sem data

 

Matheus Augusto

Divinópolis recebe, nesta semana, mais 10.416 imunizantes da Pfizer. A informação consta no relatório da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) de distribuição da 70ª remessa de vacinas. As doses foram enviadas às Superintendências Regionais de Saúde na sexta-feira, 26. Atualmente, o foco da imunização na cidade está em concluir o esquema vacinal da população e aplicar as doses de reforço para quem tomou a segunda dose há mais de cinco meses.

 

Redução

A Secretaria de Saúde em Divinópolis (Semusa) destacou ontem a queda no número de internações, de cerca de 25% para 12,5%. Até esta segunda, apenas cinco pacientes com covid-19 estavam internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Ao todo, são 40 leitos disponíveis. Na enfermaria, a taxa de ocupação é levemente superior, com 13 leitos ocupados de 43 disponíveis (30,2%).

Nas UTIs, o Hospital Santa Lúcia tem um paciente internado; o Complexo de Saúde São João de Deus, quatro (dois na área suplementar e dois no SUS, sendo uma criança e um adulto); os hospitais Santa Mônica e São Judas Tadeu não contam com internados por covid-19. 

 

Transição ainda sem data

Ao Agora, a Prefeitura voltou a confirmar que a vacinação contra a covid-19 deixará de ser realizada em drive-thru (Centro Administrativo e Pátio da Emop) e passará para as unidades de saúde da cidade. A mudança, no entanto, ainda não tem data para acontecer e nem foi definido se todos os postos serão pontos de imunização. O Executivo adiantou que o processo não sofrerá alteração: o cidadão deve fazer o agendamento pelo site ‒ horário e local serão definidos no comprovante.

O Executivo ainda não estabeleceu quais postos serão pontos de imunização. 

 

Vacinação

Dados do último relatório de vacinação na cidade apontam para 372 mil doses aplicadas: 183 mil da primeira dose, 162 mil da segunda e 6 mil únicas. Além disso, 21 mil divinopolitanos já receberam a dose de reforço. Em estoque, a pasta contabiliza quase 28 mil doses: 2 mil para segunda dose de CoronaVac, 412 da segunda de AstraZeneca e 25 mil de reforço.

A vacinação segue nesta semana. O cronograma da Semusa para esta semana é:

Hoje: Centro Administrativo e Pátio da Emop recebem pessoas agendadas, em atraso ou que adiantaram a imunização prevista para o período de 20 de novembro a 16 de dezembro para aplicação da segunda dose de Pfizer. 

Amanhã e quinta: Centro Administrativo recebe pessoas agendadas, em atraso ou que adiantaram a imunização prevista para o período de 20 de novembro a 16 de dezembro para aplicação da segunda dose de Pfizer. 

Sexta: No Centro Administrativo, servidores da saúde aplicam CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer em quem está com a segunda dose agendada, com vacinação em atraso ou decidiu adiantar a dose marcada previamente para o período entre 20 de novembro e 16 de dezembro.

É necessário ter em mãos: documento de identidade com foto, cartão SUS, cartão da unidade de saúde, caderneta de vacinação e comprovante de endereço.

A falta de qualquer um destes documentos impossibilitará a vacinação — alerta.

No caso de adolescentes, é fundamental a presença de um adulto.

O horário de funcionamento é das 8h às 16h. A Prefeitura solicita respeito ao horário marcado para evitar aglomerações e lentidão na fila de espera, além de atenção ao local marcado.

 

Novo alerta

Agora, além das variantes alfa, beta e delta, autoridades em saúde observam com preocupação a identificação de mais uma: Ômicron, a cepa B.1.1.529 foi identificada em Botsuana, país vizinho à África do Sul, em meados de novembro. 

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) monitora um caso, o de um brasileiro vacinado com passagem pela África do Sul que testou positivo para a covid ao desembarcar, no sábado, no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Ele está isolado. Ainda não há confirmação sobre a variante em seu caso.

 

Comentários
×