Secretaria de Desenvolvimento Econômico inventaria 435 itens turísticos

Da Redação

A Prefeitura de Divinópolis, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo, realizou o inventário de 435 itens turísticos da cidade. Este trabalho teve início no mês de março com a atualização do inventário, por meio do site do Portal Minas Gerais.

Os itens inventariados se dividem em informações básicas da cidade, meios de acesso ao município, sistemas de segurança, sistemas hospitalares, serviços e equipamentos de hospedagem, serviços e equipamentos de alimentos e bebidas, serviços e equipamentos de agências de turismo, serviços e equipamentos de transporte turístico, serviços e equipamentos de eventos, serviços e equipamentos de lazer, atrativos naturais, atrativos culturais, atividades econômicas/produção associada ao turismo, realizações técnicas e científicas contemporâneas, gastronomia, pratos típicos e outros. Todos estes serviços são divididos em três módulos (A, B e C) e estes em diversas categorias.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo, Luiz Ângelo Gonçalves, é inegável que a atividade de planejamento do turismo exige uma pluralidade de esforços e conhecimentos.

— Sendo assim, diversos itens foram inventariados a fim de se obter um resultado satisfatório no que tange ao empenho em prol de atividades turísticas produtivas para a cidade e para a população — disse.

— Atualmente, dentro da plataforma do www.minasgerais.com.br, Divinópolis encontra-se com apenas 48 itens que foram inventariados nas gestões passadas e portanto, a atividade de inventariar todos esses 435 itens de Divinópolis foi realizada com o intuito de aumentar a demanda turística na cidade — informou a Prefeitura.

Outro objetivo, segundo a Administração, é o de estabelecer uma aproximação dos residentes e dos turistas com a cultura e a infinidade de serviços oferecidos pelo município. Assim, o Portal Minas Gerais, a partir da liberação da equipe da Secult (Secretaria de Cultura e Turismo do Estado de Minas Gerais), se encontrará repleto de informações disponíveis e atualizadas sobre Divinópolis.

O inventário foi realizado pelo secretário Luiz Ângelo Gonçalves, pelo gerente de Turismo, Gustavo Guimarães de Oliveira, e pela estagiária de turismo Izabela Aparecida Gontijo.

Módulos

O módulo A se resume a instalações e serviços necessários para a satisfação dos residentes e turistas, tornando fácil e prático o deslocamento e o proveito na cidade. A categoria destinada às informações básicas do município compreende uma série de dados indispensáveis para o turista se localizar e compreender a região. Os meios de acesso configuram-se como os sistemas de transporte, bem como a identificação das principais vias da cidade. Além disso, esse módulo A abarca os serviços de segurança e hospitalares de Divinópolis, dentre outras atividades.

O módulo B se refere aos principais estabelecimentos prestadores de serviço da cidade, a fim de proporcionar ao turista uma viagem de qualidade e também auxiliar o residente do município. Nele estão contidas as categorias de sistema de hospedagem, alimentos/bebidas, agências de turismo, equipamentos de transporte turístico, de eventos, de lazer, dentre outros.

Já o módulo C contempla os elementos e atrativos que motivam o turista e o residente a saírem pela cidade a fim de conhecer tais pontos. Contém categorias destinadas aos atrativos naturais, aos culturais, às atividades econômicas/produção associada ao turismo, além de elementos gastronômicos/pratos típicos de Divinópolis. Esses itens, segundo a Prefeitura, são de extrema importância para o próspero desenvolvimento da atividade turística na região.

Comentários
×