Sebrae e AMM firmam parceria para fortalecer economia de municípios mineiros

Da Redação

A Associação Mineira de Municípios (AMM) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) lançaram hoje (14/08), o projeto Desenvolve Minas Gerais. A iniciativa, que tem o apoio do governo do Estado, pretende alavancar a retomada do desenvolvimento econômico nos municípios impactados pela pandemia do novo coronavírus. O governador Romeu Zema, o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o presidente da AMM, Julvan Lacerda, e o diretor técnico do Sebrae Minas, João Cruz Reis Filho, apresentaram o projeto no final da manhã desta sexta-feira, em evento on-line.

— Nosso foco é a qualificação da gestão municipal e contamos com a expertise do Sebrae para avançar nesse propósito e fomentar o desenvolvimento econômico — destacou o presidente da AMM, Julvan Lacerda.

Segundo Julvan, a queda da receita dos municípios mineiros em função da pandemia está em torno de 30%. Por isso, segundo Julvan, a principal preocupação agora é a de fortalecer os pequenos negócios.

— São eles que fazem o dinheiro circular e aquecem a economia local, aumentando assim a arrecadação dos municípios — disse.

O diretor técnico do Sebrae Minas, João Cruz, apresentou o cenário “dramático” vivido pelos pequenos negócios do estado.

— Tivemos uma redução de 75 mil postos de trabalho no primeiro semestre do ano.  Foi o pior resultado registrado pelo segmento nos últimos 10 anos.  Estamos em uma crise sem precedentes e para superá-la precisamos do apoio de todos — afirmou.

De acordo com João Cruz, o projeto Desenvolve Minas Gerais vai tratar em nível microrregional as demandas dos territórios, criando oportunidades para alavancar os consórcios intermunicipais, em apoio às pequenas agroindústrias, a implementação da Sala Mineira do Empreendedor, as compras públicas dos pequenos negócios locais, entre outras ações para estimular as economias dos municípios.

O diretor do Sebrae Minas também destacou o projeto Minas Avança, realizado em parceria com a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), para levar modernização tecnológica aos pequenos negócios, por meio dos programas do Sebrae de consultoria tecnológica, o Sebraetec, e Agentes Locais de Inovação (ALI).

— Estão sendo investidos R$ 20 milhões nesta iniciativa para atender mais de 100 mil empresas do estado — destacou.

O reforço no trabalho de orientação e capacitação dos empresários para a retomada das atividades foi destacado pelo presidente do Sebrae, Carlos Melles.

— O maior desafio da sociedade brasileira hoje é buscar o crescimento para gerar emprego. O Sebrae é um importante aliado dos gestores públicos e está pronto para ajudar Minas Gerais no desenvolvimento regional — pontuou.

Segundo Melles, o Sebrae tem diversos instrumentos para ajudar os municípios a reorganizarem suas economias, a começar pelo trabalho de qualificação dos empreendedores, para que tenham melhores condições de inovar e competir.

O governador Romeu Zema acrescentou que o projeto Desenvolve Minas Gerais chega em um momento decisivo para ajudar na recuperação da economia.

— Desde o início deste governo temos simplificado a vida de quem trabalha e produz. Estamos fazendo o possível para ajudar os empreendedores, inclusive os que atuam em setores fortemente impactados pela pandemia, como o de turismo, cultura e esportes — completou.

O Projeto

O Desenvolve Minas Gerais faz parte do convênio celebrado entre a AMM e o Sebrae Minas durante o Delta Fórum – Encontro de Desenvolvimento Econômico para Lideranças e Territórios, realizado em Belo Horizonte, em dezembro do ano passado. A iniciativa criará suporte técnico e capacitação aos gestores, servidores, empresários e comerciantes na implementação de medidas e ações que favoreçam os pequenos negócios e a sustentabilidade econômica local. Para isso, a primeira etapa da parceria será a realização do “AMM nos Municípios – Encontro On-line nas Microrregionais”, por meio de reuniões virtuais em parceria com as 44 microrregionais mineiras e as nove regionais do Sebrae Minas.

O primeiro encontro microrregional on-line será realizado no dia 20 de agosto, entre 9h e 11h, envolvendo gestores públicos, servidores, empresários e lideranças da região Sudoeste do estado, com a condução da Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (Ameg).

Esses webinários contarão com a participação de técnicos da AMM, do Sebrae e de entidades parceiras, que vão vislumbrar as características de cada uma das microrregiões do Estado e analisar aquilo que é mais importante de ser debatido.

— Para apoiar os municípios no enfrentamento deste desafio, foi criada essa Estratégia para o Desenvolvimento Econômico Local. Nosso objetivo é oferecer suporte técnico aos municípios na implementação de medidas e ações que favoreçam os pequenos negócios e a sustentabilidade econômica local — afirma o diretor técnico do Sebrae Minas, João Cruz.

Para os encontros on-line, serão chamados os atores do poder público, como secretários municipais, vereadores, servidores públicos; e do terceiro setor, como associações comerciais, industriais, câmaras de dirigentes lojistas, cooperativas, comerciantes e produtores de pequenos negócios; e a população de um modo geral, para que todos possam ter orientações técnicas e capacitação sobre como buscar financiamentos e recursos.

Serão apresentados também casos de sucesso, seja de empresários, seja de gestores, soluções inteligentes para sair da crise e que possam propiciar caminhos e soluções para empreendedores de pequenos negócios locais se desenvolverem, criando mais emprego e fomentando a economia dos municípios.

— O pacote de medidas proposto pode beneficiar entre 700 e 850 mil pequenos negócios no Estado, preservando quase dois milhões de empregos. O que estamos propondo é a mobilização do poder público em um esforço de criar condições para a sobrevivência dos pequenos negócios, que são fonte de trabalho e renda para milhares de pessoas — reforça João Cruz.

No segundo momento, a expectativa é que seja possível retomar os encontros presencialmente, envolvendo os novos gestores eleitos nas eleições de novembro.

— Serão elaborados diagnósticos das varias regiões do Estado, para ver quais as ações que, se implementadas pelos gestores, com o apoio dos empresários e do terceiro setor, vão fazer aquela região se desenvolver mais rapidamente — explica Julvan. O projeto prevê ainda ações até 2022, envolvendo também o Congresso Mineiro de Municípios.  

Parceiros

O Desenvolve Minas Gerais conta ainda com a parceria do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, e diversas entidades, como o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG), Tribunal de Contas da União (TCU), Confederação Nacional de Municípios (CNM), Associação Mineira de Rádio e Televisão de Minas Gerais (Amirt) e Conselho Regional de Engenharia (Crea-MG), todos juntos em estratégias para o desenvolvimento econômico local. 

Comentários
×