Sargento Elton fica fora da Comissão de Segurança

Mesmo com vasta experiência na área, vereador não foi escolhido

Marília Mesquita

O presidente da Câmara de Divinópolis, Adair Otaviano (PMDB), nomeou os três vereadores que irão compor nova comissão da Casa, a de Segurança Pública, Turismo e Defesa Social, que foi instituída no último dia 15, após aprovação por unanimidade da resolução proposta pela Mesa Diretora, agora composta pelos vereadores César Henrique (PP), na função de presidente, Josafá Anderson (PPS), na função de secretário, e Vicente da Silva (PEN), o Nego do Buriti, como membro.

A nova comissão é uma substitutiva a antiga Comissão de Turismo, que foi criada em 26 de fevereiro e era composta por Elton Tavares (PEN). Na presidência, Roger Viegas (Pros), no secretariado, e o Nego do Buriti, na mesma posição de membro. Porém, mesmo com a permanência de um dos membros, Adair Otaviano garante que a mudança na composição é garantida no Regimento Interno.

— O Regimento fala que toda nova comissão deve ter novos componentes, então eu não poderia manter os mesmos vereadores. Por isso, um novo processo foi iniciado e cada gabinete foi avisado da possibilidade de inscrição. Aqueles que se inscreveram estavam aptos a participar da comissão — esclarece.

Desagradou

No entanto, a mudança não agradou ao presidente da comissão provisória, Sargento Elton, já que pela experiência dele na carreira militar, acredita que realizaria um bom trabalho.

— É uma decisão do Adair Otaviano. Eu respeito, mas não concordo. Com 26 anos prestados à Polícia Militar, vários cursos na corporação em segurança pública, chefe de inteligência da Companhia de Policiamento Especial por quatro anos, além do Tático Móvel, devo ter sido destituído da presidência por não entender nada de segurança pública — ironiza.  

Apoio

Os vereadores José Luiz (PMN) e Edson Sousa (PMDB), em pronunciamentos no plenário, na reunião de ontem, manifestaram apoio ao colega. José Luiz, disse da Tribuna Livre que repudia o fato de Sargento Elton se tornar apenas segundo suplente.

 — Não sei como se deu a escolha e peço perdão aos colegas que estão formando a chapa, mas sinto uma decepção enorme pelo Sargento não ser o presidente — comentou Zé Luiz.

 Já Edson fez questão de dizer que todo assunto relacionado à segurança irá acompanhar o voto de Elton, que é, segundo o peemedebista, a autoridade no assunto.

Escolha dos membros

A composição de uma comissão é feita por dois procedimentos. Primeiro os líderes de bancada inscrevem seus candidatos e encaminham a proposta ao gabinete da presidência, esclarecendo o interesse em compor a comissão após julgar a própria competência para realizar as atribuições da estrutura institucional.

Depois, o presidente da Câmara escolhe três vereadores que, segundo ele, são os mais preparados para as funções. Pela portaria de nomeação, Adair justifica a escolha dos novos membros nas indicações dos líderes das bancadas e no princípio de proporcionalidade partidária.

Comissão

Pelo projeto aprovado, a Comissão deve captar recursos para desenvolver programas e políticas de reabilitação e reintegração social; colaborar com entidades públicas; preservar a memória da cidade nos planos patrimonial, artístico e arquitetônico; fiscalizar os órgãos das competências e ser eficiente nas questões que lhes cabem.

O novo presidente, César Tarzan, disse que irá trabalhar para trazer recursos para a cidade e melhorar a qualidade de vida do divinopolitano.

 — Ainda não sentamos para discutir as primeiras ações, mas iremos trabalhar para dar total suporte às polícias Militar, Civil e Federal. Já conversei com o prefeito Galileu sobre a possibilidade da criação da Guarda Municipal, mas ele acha difícil, tendo em vista a crise financeira. Mas, se conseguir recursos que não onerem o Município, claro que será uma prioridade nossa. Vamos trabalhar para somar — adiantou.

Comentários
×