São Miguel Arcanjo, rogai por nós

Maria Cândida 

Está em evidência na nossa cidade, assim como em algumas outras, a devoção a São Miguel Arcanjo, de constelação angelical. Também devotos da Igreja Católica Apostólica Romana aderem à devoção concedendo-lhe o título de Santo Miguel Arcanjo. O Apocalipse detalha o episódio.

Em Divinópolis, devotos de Miguel Arcanjo costumam se reunir em oração no templo católico Santa Rosa de Lima, que acolhe devotos da igreja católica. Como se vê, é novidade, mas não tão extravagante, vez que nossa cidade é pródiga em devoções variadas, talvez já influência de seu nome Cidade do Divino Espírito Santo, iluminado inspirador.

Um de seus devotos e líder na sua divulgação, o fiel A.C. Campos publica um livreto denominado Francesco i Michele – Pronunciamentos e homilia do Papa Francisco sobre São Miguel Arcanjo. Lê-se no início que o “Santo anjo” tem poderes inimagináveis dados por Deus, e completa que não é por acaso que ele é príncipe da Milícia Celeste, guardião do povo de Deus, no antigo e no novo testamento, completa.

Mais adiante, numa ladainha a S. Miguel está que “S. Miguel, guardião do Paraíso... Porta-estandarte da Santíssima Trindade, rogai por anjos”, e mais invocações neste tom e sentido. Há também uma atribuição a “S. Miguel Arcanjo, príncipe da milícia celeste, defendei-nos no combate... Livrai-nos de todos os espíritos malignos que andam pelo mundo para perder as almas”. Seguem-se orações sobre o Arcanjo atribuídas ao Papa Leão Xlll.

 Seguem-se Quaresma, orações, anjos, jejum, mais orações e santificações, hinos sacros, devoções, jejuns, sacrifícios e assemelhados, para viver sua devoção a S. Miguel Arcanjo.

 Mais ao fim das páginas sacras, seguem-se anúncios de comerciais como: fábrica de velas votivas de S. Miguel, terço de S. Miguel Arcanjo, agências de viagens a santuários do príncipe, sugestão de jejuns e sacrifícios , propaganda da Construtora S. Miguel, que tem programada construção de templo devocionário na rua Pernambuco ou adjacências. Dentre algumas excursões a S. Miguel Arcanjo estão, entre tantas, uma à capela na França, outra na Itália e outras muitas a caminho. A conferir, consta que devotos daqui de Divinópolis se encontram na Itália em excursão a Miguel Arcanjo.

 Turista divinopolitano conta que, na França, visitou o templo de S. Miguel Arcanjo, muito belo e simples por sinal. O guardião da casa sacra conta a história do sacerdote fundador, onde acontecem milagres e conversões, que seu carisma era penitência, jejum e orações.

Seu rigoroso jejum o levou à morte santificada, e que foram surgindo milhares de seguidores que ainda lá cumprem promessas em rigoroso jejum e orações de pedidos e agradecimentos.

*****************************************************

Resta a pergunta: por que e para que foi escolhido por mim este tema sobre devoção religiosa, no caso, a devoção a S. Miguel Arcanjo aqui e agora? Nem proselitismo, nem devocionismo, nem divulgação para venda do livreto, nem inspiração do Alto, eu concluo. Talvez convite a uma parada e reflexão para conhecimento melhor da diversidade religiosa vivida no mundo e nesta nossa cidade, curioso proselitismo de nossa Cidade do Divino Espírito Santo.

Terminando, sempre gostei e amei muito anjo, anjinho de todos os modelitos e cores e leveza.

Mas aqui e agora, divido com o leitor com todo o respeito, preocupação infantil que me acompanha há tantos anos:

 quando o anjo se deita para dormir, como ficam as suas asas? Atrapalham? Ajudam?

Ou será que não dorme, sempre alerta para defender o homem do terrível dragão?

Comentários
×