Samu recebe repasses de dezembro

Da Redação

O Agora noticiou nesta semana que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) enfrenta novamente dificuldades por conta de atrasos nos repasses do governo estadual e municípios consorciados. 

Segundo a diretoria do Samu, até quarta-feira, 23, havia cerca de cinco mensalidades atrasadas por parte do governo Estadual, que contribui com 50% da manutenção.

Havia também atrasos quanto aos municípios que integram o Cis-Urg, contudo, a gestão trabalha com planejamento e reservas de recursos, o que garante fôlego ao serviço eliminando até a presente data a hipótese de paralisação.

Nesta sexta-feira, 25, A diretoria do CIS-URG Oeste informou que hoje a Secretaria de Estado de Saúde, conforme já havia avisado previamente, pagou aos consórcios que administram os Samu’s do estado de Minas Gerais, inclusive o CIS-URG Oeste, a parcela referente ao mês de dezembro de 2018 no valor de R$ 660.975,00. Esse recurso se refere à verba que é repassada ao estado através do Ministério da Saúde, da habilitação do Samu regional.


— Esse repasse melhora um pouco a situação financeira do CIS-URG, mas
ainda não resolve, pois os compromissos com folha de pagamento deste
mês ficarão em torno de RS 1,2 milhão, fora os encargos sociais,
perfazendo um total de quase R$ 2 milhões. Ainda é preciso do recurso
da parcela estadual que estão atrasados há quatro meses e meio, para
manter em funcionamento as ambulâncias do Samu Oeste — informou, por meio de nota, o Samu.

Representantes dos Consórcios de Saúde para atendimento de Urgência e
Emergência de Minas Gerais participam nesta tarde de uma reunião com a Secretaria de Estado de Saúde, e aguardam o planejamento de pagamento desses recursos que ainda faltam chegar do Fundo Estadual da Saúde.

Comentários
×