Rótulos de alimentos requerem atenção

Ministério da Saúde alerta para importância de ler e entender o conteúdo

 

Da Redação 

Edulcorantes, maltitol, aspartame e umectante. Essas substâncias são ingredientes de produtos industrializados. Um número elevado desses componentes e, sobretudo, a presença de ingredientes com nomes pouco familiares, que não são usados em preparações culinárias, indicam que o produto pertence à categoria de alimentos ultraprocessados. Por isso, é muito importante aprender a ler o rótulo desses produtos. Saber desde a composição e os dados nutricionais até os avisos dos fabricantes. As informações são do Ministério da Saúde.

Dicas 

Conhecer a composição daquilo que se come é ainda mais importante para quem tem algum tipo de alergia alimentar. A coordenadora de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Michele Lessa, aconselha que se crie o hábito de ler as embalagens dos produtos.

– O rótulo nos permite identificar, entre os alimentos, qual deles têm menos sódio, menos açúcar, menos gordura. Quais têm ou não conservantes, de preferência os que não tenham. Se têm ou não glúten, para aquelas pessoas quem têm doença celíaca. O rótulo nos permite identificar se o produto está vencido ou não, quando observamos o prazo de validade do alimento – orienta.

Outra dica é evitar alimentos com aditivos, edulcorantes e conservantes.

– Quanto mais dessas substâncias que têm nomes esquisitos, pouco familiares, que não temos em casa, menos saudável o alimento é. Por isso, precisamos optar por produtos orgânicos e preferir alimentos in natura ou minimamente processados. Além de limitar o consumo de alimentos processados e evitar os ultraprocessados – ressalta.

 

Comentários
×