Romeu Zema fala sobre retomada econômica

Conversa sobre investimentos no Estado foi durante reunião com empresários em São Paulo

Da Redação 

Em encontro com empresários em São Paulo ontem à tarde, o  governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), falou sobre a retomada das atividades econômicas no estado. Zema chegou a dizer que, antes, Minas era lembrado por ser um lugar hostil aos empreendedores, mas que hoje a realidade mudou. 

Citou como prova os mais de 50 protocolos de intenções que totalizam cerca de R$ 10 bilhões somente no primeiro semestre de 2020. 

— Aprovamos, recentemente, o licenciamento do maior projeto de energia fotovoltaica do Brasil, que será feito em Jaíba, na região Norte do estado, no valor de R$ 6 bilhões.

De acordo ele, em meio à pandemia e à crise econômica mundial provocada pelo coronavírus, Minas está conseguindo gerar empregos e garantir a sustentabilidade na adoção de uma matriz renovável e limpa. 

Saldo positivo 

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), feito pelo Ministério da Economia e divulgado na sexta-feira, 21, apontam que Minas conseguiu manter, pelo segundo mês consecutivo, saldo positivo de criação de postos de trabalho. Em julho de 2020,15.843 novos empregos foram gerados.

Conforme o governador, a atração de investimentos está diretamente ligada, desde o início da atual gestão, à adoção de medidas de simplificação e desburocratização. 

— Na área ambiental, por exemplo, criamos o Sistema de Licenciamento 100% Digital — explicou.

Retomada segura

O governador enfatizou a importância do plano Minas Consciente, protocolo criado pelo governo para a retomada segura da economia durante a pandemia, medida que preservou a autonomia dos gestores municipais.

 

Zema afirmou que, mesmo quando o Ministério Público (MP) determinou que os municípios aderissem ao Minas Consciente, o plano foi revisado para atender às diferentes realidades regionais. 

— Essas mudanças também beneficiaram em especial municípios de até 30 mil habitantes, o que representa cerca de 700 municípios em Minas, de um total de 853 — disse.

Saúde

Durante o encontro, o governador abordou, ainda, como as ações na área da Saúde foram importantes para apoiar a área econômica. Ainda em meados de março, o Governo de Minas tomou medidas de isolamento social e de reforço nos serviços de saúde.

— Compramos 1.047 respiradores ao custo total de R$ 51 milhões, o menor preço médio do país. Fizemos a reparação de outros 500 que estavam inutilizados em todo o estado — disse.

 

Zema explicou que Minas, hoje, é o estado que registra o menor número de mortes por 100 mil habitantes no Brasil. Segundo ele, o governo conseguiu retardar o pico da pandemia e, paralelamente, estruturou o sistema de Saúde. 

 Setor imobiliário

No fim da tarde, Romeu Zema também se reuniu com empresários do ramo imobiliário no Secovi, maior sindicato do setor da América Latina, para apresentar as iniciativas do Governo de Minas para continuar a fomentar a economia mesmo durante a grave crise que o país atravessa durante a pandemia.  

Comentários
×