Reunião hoje define sobre o retorno do futebol em Minas

José Carlos de Oliveira

Reunião hoje vai definir os planos da Federação Mineira de Futebol (FMF) debaterá o retorno das disputas dos campeonatos dos Módulos I e II. O governador do Estado de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), tem encontro marcado para o período da tarde com o presidente da entidade, Adriano Aro, para discutir a volta dos dois estaduais e de outras competições esportivas, que foram interrompidas no mês passado por causa da pandemia da covid-19 (coronavírus).

Fim das férias

Com a quarentena e a interrupção dos estaduais, a maioria dos clubes adiantou as férias de fim de ano, cumpridas neste mês de abril. Os 30 dias de repouso remunerado, por lei, vencem hoje e alguns clubes já elaboram os planos para a volta aos treinos amanhã ou no mais tardar na próxima semana.

Outros times, os pequenos, apenas deram folga a seus jogadores. Com o prolongamento do período de interrupção dos estaduais, os problemas se avolumaram e algumas equipes retornarão às atividades sem muitos de seus atletas, que tiveram ou estão tendo seus contratos encerrados nas próximas semanas.

Estaduais

Pelo que deve ser acordado no encontro de hoje entre Adriano Aro e o governador Romeu Zema há a possibilidade de os dois campeonatos terem seus reinícios marcados ainda para a segunda quinzena de maio, com as partidas disputadas com portões fechados, sem a presença de torcedores. Mas também há chance de as competições serem retomadas apenas em junho.

Reunião com a CBF

O presidente da FMF, esteve na CBF na última terça-feira, onde manteve conversa, por meio de videoconferência, com o presidente da da entidade, Rogério Caboclo, e o secretário geral, Walter Feldman, e ouviu dos dois que tudo caminha para a volta do futebol ainda em maio, já que as conversas com o governo federal e os órgãos de saúde estão caminhando neste sentido, apesar de a situação no Brasil com a pandemia da covid-19 ainda merecer cuidados.

O futebol em Minas Gerais está paralisado desde 16 de março, há cerca de 45 dias, com a interrupção da reta final da fase de classificação do Módulo I, faltando ainda duas rodadas, e com praticamente metade, seis jogos para cada time, do Módulo II já disputado. A partir do aval do governo estadual, a Federação vai discutir como se dará a retomada dos duelos com os clubes participantes.

Palavra da CBF

Em videoconferência com dirigentes de clubes, na última terça-feira, a CBF deu aval para que as férias coletivas, forçadas por causa da pandemia do novo coronavírus, sejam encerradas hoje, com retorno das atividades marcado para amanhã. A entidade ainda sugeriu a retomada dos campeonatos estaduais entre 16 e 17 do próximo mês, sem a presença de público nos estádios.

Posição do Guarani

No Guarani a situação não é diferente. O clube segue com suas atividades no futebol profissional, nas categorias de base e na Escola de Futebol Bugrinho suspensas por causa da pandemia por tempo indeterminado, atendendo às autoridades de saúde da cidade e da Federação Mineira de Futebol. 

Quando o campeonato foi interrompido, o alvirrubro estava na quarta colocação na tabela, com 10 pontos somados em seis rodadas, com três vitórias, um empate e duas derrotas, fechando a zona de classificação para o quadrangular final do Módulo II 2020.

Assim que forem retomadas as disputas do torneio, o Bugre terá pela frente o time do Serranense, em partida marcada para o estádio Arena do Calçado, na cidade de Nova Serrana.

O Guarani ainda fará mais cinco jogos pela fase de classificação do Módulo II. Além do Serranense, o Bugre enfrentará o Clube Atlético Pontal (CAP) Uberlândia, no Parque do Sabiá; o Athletic Club, no estádio Waldemar Teixeira de Faria; o Nacional de Muriaé, em Divinópolis, e fecha sua participação na primeira fase contra o time do Ipatinga, no estádio João Lamego Neto (Ipatingão), no Vale do Aço.

Palavra do presidente

O presidente do Bugre deixa claro que o time não deu férias aos atletas, com os jogadores apenas sendo dispensados das atividades para ficar em casa no período de quarentena, e que não há previsão para a volta dos trabalhos no Farião.

— Por enquanto não podemos fazer nada. A palavra está com a Federação e o Guarani somente retomará as atividades normais quando forem remarcadas as partidas restantes da primeira fase. Antes de retomarmos os trabalhos, queremos nos reunir com o presidente Adriano Aro, para saber a posição definitiva da entidade e como ele fará para ajudar os clubes neste momento de crise — informou Vinícius Morais.

 

Comentários
×