Reunião com deputados busca término do Hospital Regional

 

Maria Tereza Oliveira

Mais uma reunião sobre o Hospital Público Regional acontece na manhã de hoje na sede da Federação das Indústrias do Estado Minas Gerais (Fiemg) de Divinópolis. O Hospital Regional é assunto antigo para os divinopolitanos. Há anos as obras caminham lentamente e a expectativa de conclusão aumenta.

Deputados foram convidados para participar da assembleia e discutir o projeto de conclusão das obras.

O grupo estratégico se reúne a partir de 8h. No fim de 2018, alguns deputados se comprometeram a repassar as emendas e, na reunião, vão apresentar o valor e o espelho de cada recurso. Segundo a Fiemg, até este momento as informações não chegaram à entidade.

Estagnada

A construção do Hospital Público está parada desde fevereiro de 2016. Mesmo com 60% das obras e diversos encontros realizados, até então, nenhum sinal de que construção seria finalizada.

Com as obras iniciadas em 2010, o Hospital era a grande promessa de melhorias da saúde pública do Centro-Oeste. Quanto mais tempo uma obra fica parada mais cara se torna.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), estima-se que as obras ficarão em torno de R$ 100 milhões, e que mais de R$ 60 milhões já foram investidos na construção.

Nova tentativa

A reunião de hoje é para colocar mais pressão nos deputados e, assim, conseguir resultados positivos. Durante a reunião da Câmara de ontem, o vereador Roger Viegas (Pros) pediu para que os deputados votados na cidade tenham mais responsabilidade.

— O hospital é para benefício de toda a região, e não só para Divinópolis, por isso, precisa do empenho de todos — lembrou.

Os deputados federais que confirmaram presença na reunião foram Domingos Sávio (PSDB), que conseguiu 3.973 votos na cidade; Tiago Mitraud (Novo), que recebeu 2.386 votos em Divinópolis; Áurea Carolina (Psol), que obteve 1.991 votos no município; Stefano Aguiar (PSD), que ganhou 1.635 votos na cidade; Rogério Correia (PT), com 1.442 votos em Divinópolis; Reginaldo Lopes (PT), que recebeu 1.419 votos no município; Marcelo Álvaro Antonio (PSL), que obteve 1.398 votos na cidade; André Janones (Avante), com 1.303 votos em Divinópolis; Gilberto Abramo, que recebeu 1.081 votos no município e Eros Biondini (Pros), com 1.079 votos na cidade.

Reuniões anteriores

As tentativas de conclusão das obras não são novidades. No fim do ano passado, forças políticas da região se uniram para angariar fundos para a finalização das obras. Embora vários deputados tenham feito promessas de emendas, com três meses de governo, até então nada de concreto chegou à cidade. No dia 26 de outubro foi realizado um encontro, todavia, a conclusão foi de realizar outra reunião com mais poder político.

Por isso, no dia 7 de dezembro, deputados estaduais e federais, além de senadores, prefeitos, vices-prefeitos e outras autoridades da região se reuniram para reforçar a importância de concluir o hospital.

Com destaque voltado à pluralidade de partidos que salientaram a importância de tratar a situação sem demagogia. O lema foi a união de todos para o bem do hospital e da saúde da região.

Durante o evento, muitos políticos se prometeram de antemão a destinar recursos para a finalização das obras, tendo alguns deles especificado os valores.

Cleitinho Azevedo (PPS), por exemplo, se comprometeu a destinar R$ 2,5 milhões em emendas parlamentares para a finalização das obras.

Ao fim da reunião, de acordo com o presidente da Fiemg regional Centro-Oeste, Paulo César Costa, o hospital já contava com R$ 8,5 milhões que serão destinados pelos políticos presentes. Todavia, até ontem, nada além das promessas havia chegado.

Palanque

O Hospital Regional, que seria o tema principal motivo de reuniões anteriores, ficou em segundo plano. Muitos políticos, quando se pronunciaram, usaram o tempo para enaltecer suas qualidades e, em certos momentos, fazer campanha velada para as eleições. A expectativa é de que este comportamento não seja repetido na reunião de hoje.

Comentários
×