Relógio

Marco Aurélio Braga 

Nós já te contamos há alguns anos sobre o sumiço do grande relógio mecânico que, por muitos anos, ficou na torre em que funcionou a Rodoviária de Divinópolis, onde hoje é o Samu. Ele foi comprado na gestão de Walchir Rezende pela alta cifra de 6 mil cruzeiros. Pois é, a raridade desapareceu, sem nenhuma explicação do poder público, responsável pelo objeto depois que ele foi retirado do local sabe se lá por qual motivo! E não é que o advogado que veio da cidade de Ponte Nova, adotou Divinópolis e tem feito a diferença por aqui nas causas do município parece estar no caminho certo de desvendar o fim que o relógio levou?! Robervan Faria – bom prestar sempre a atenção neste nome – entrou com representação no Ministério Público e um ex-funcionário aposentado da Prefeitura, ouvido pelo MP, teria dito que o relógio foi leiloado como sucata em um “lote de materiais de informática”. Sabem por quanto? Módicos R$ 900 foram pagos por um objeto que carrega parte da nossa história. Com a palavra, os representantes do Município!

Crevisa

Os números referentes às castrações de cães e gatos – coordenadas pela Semusa em 2019 – somaram 2,7 mil procedimentos, realizados no Centro de Referência de Vigilância em Saúde Ambiental (Crevisa) e no Castramóvel. Ocorreram mutirões em parceria com ONGs para agilizar os procedimentos no fim do ano passado. Outro canal foi criado em 2019, o App Divinópolis, para agendamento de castrações. O cidadão deve acessar o aplicativo, selecionar a aba serviços e procurar por “Castração Animal”. Depois é só fazer os cadastros necessários e seguir as orientações. Em todo primeiro dia útil de cada mês são abertos os agendamentos. Já o Castramóvel, em 2019, fez 404 procedimentos, em vários bairros e comunidades rurais. Uma parceria entre o Município e a Associação Regional Ambiental (Arpa). O Castramóvel é equipado com anestesia, monitor multiparâmetro, foco auxiliar, autoclave, bomba de vácuo, sondas, entre outros aparelhos.

Câncer

Foi inaugurado em Itáuna, nesta semana, o Centro de Oncologia Josias Gambarelli. A obra teve valor final orçado em R$1.247.777,04, sendo R$ 900 mil do Estado e o restante conseguido por meio da doação de empresários. A região Oeste contava apenas uma unidade, em Divinópolis, responsável por 1.129.450 pessoas. Agora, com o Centro Josias Gambarelli, cerca de 500 mil habitantes da macrorregião Oeste, ou seja, 1/3 da população será beneficiada por este novo equipamento de saúde, destacando, assim, a importância da Unidade de Assistência de Alta Complexidade (Unacon) Itaúna.

Uirapirô

Gê Lara convocou Cláudio Machado, Estelamares e Juninho para juntarem as vozes, acompanhados de Waltinho (violão), Fernando, Custódio e Paulinho (percussão), para a apresentação que o Uirapirô vai fazer nesta sexta-feira, 14, a partir das 20h, na Maria Baguette.

Cemitério

O desabamento de parte do Cemitério da Paz, no Centro de Divinópolis, parece que ainda vai ter vários desdobramentos. Citada por alguns veículos de comunicação, Marisa Martins, que está em tratamento de saúde na Índia, acionou a Justiça para esclarecer que nada tem com o ocorrido. Segundo ela tem dito a amigos, o terreno da obra que ocasionou o desastre ficou para todos os irmãos no espólio dos Jaime e Maria Martins, mas ela teria vendido sua fração do imóvel, não tendo nenhuma participação mais nele.

Festas

No vocábulo latino, festum é o plural de festa, daí deriva a palavra “festa”, um encontro social, partilhado entre um grupo de pessoas, para marcar um acontecimento em forma de celebração, que deve incluir música, dança, gastronomia e afins. Fevereiro chegou com uma comemoração que já deixou saudades, aproveitamos este espaço para mostrar um pouco do que rolou na comemoração dos 50 e 51 de Evandro Doniseti e Jonyse Rachid, tudo fantástico.

Comentários
×