Relembrando o passado

Batendo Bola

José Carlos de Oliveira 

jcqueroviver@hotmail.com.br 

Ainda hoje muitos amigos fazem parte de um mesmo time, e buscam se unir nos finais de semana para participar de jogos em clubes e campo de futebol, fazendo dos momentos de lazer um encontro de família.

Mas em tempos não muito distantes havia um gostinho especial nestes encontros. As reuniões para bater uma “bolinha” eram realmente um encontro de amigos, com muitos deles se tratando como família e se encontrando até hoje para relembrar aquela época.

Se ligue, por exemplo, na foto que ilustra esta coluna hoje, e mate saudades dos bons e velhos tempos. Ver o Ronaldinho (Guarani) ainda com cabelos na cabeça é mesmo coisa do passado.

 

Sparta dos Anos 90 – “Esquema Jaula” - Local: Estrela do Oeste Clube, amistoso contra a Unimed, campeã do clube na época. Vitória spartana por 4 tentos a 1.

Na foto: Pitta (treinador), Ronaldinho, Davi Raposo, Tuil Onça, Dr. Quirino, Dr. Baia, Sony Anderson (in-memorian), Ronaldo Sô Zé (em pé); Italo Cônsoli (in-memorian), Harlinho, Jucão, Bareta, Ramonzinho e Magal (agachados)

Meninos: João Vitor - filho do Harlinho, e Rayan - filho do Bareta

MANGUEIRAS BRASIL

Primeira baixa na nova diretoria azul

A nova diretoria do Cruzeiro já teve sua primeira baixa para os próximos anos. Como dizem que onde tem fumaça há foco, o vice-presidente de futebol, Bruno Vicintin, anunciou ontem sua saída do clube.

Ele se reuniu no fim da manhã desta quarta-feira com Gilvan de Pinho Tavares, atual presidente, e com Wagner Pires de Sá, mandatário eleito para o próximo triênio, e confirmou que não seguirá como vice-presidente de futebol.

O dirigente garante que sua posição já havia se tomada antes mesmo da decisão da Copa do Brasil, mas que esperou as cosias se ajeitarem para não levar tumulto ao clube. Se está é mesmo a verdade, tudo bem. Do contrário, a nova diretoria começou seus trabalhos foi com o pé esquerdo. A saída de Vicintin será sentida por todos, mas principalmente pela torcida, que aprendeu a gostar dele.

Seleção já está definida? 

Há pouco menos de um ano para a disputa da Copa do Mundo, que será realizada em 2018 na Rússia, começam as especulações, principalmente por parte de membros da grande mídia, em torno dos nomes preferidos pelo técnico Tite para fazer parte da lista final.

Bairrismo 

E não tem como ignorar o óbvio. A imensa maioria das opiniões leva em conta tão somente a preferência pessoal de cada um. A maioria não está nem aí se Tite está montando um time em condições de buscar o hexa, escolhendo realmente os melhores, quer saber apenas de defender seus jogadores preferidos.

E com razão 

E estão com toda a razão de assim agir e pensar. Se a gente não defende nossos pontos de vista, quem o fará. O que não pode acontecer é fazer “birrinha” por este por aquele nome não ser lembrado e deitar falação sobre o trabalho do treinador, como se tudo que ele está fazendo esteja errado.

Faltam definições 

Cobertos estão de razão também todos que garantem que o treinador ainda tem posições a definir, que há muitas vagas entre os 23 que irão embarcar para a Rússia. Em termos de time titular, dos 11 preferidos de Tite, pode ser que o time até já esteja na cabeça do comandante, mas há sim muitas vagas a serem preenchidas e para todos os setores do escrete nacional.

Dá para sonhar

É sim possível aos atletas que atuam no Brasil e no exterior continuarem sonhando. Até ser definida a lista final, há tempo de sobra para mostrar serviço. Já sabendo como pensa o comandante, que tratem de se portar como ele gosta, e busquem ser dentro de campo o atleta dos sonhos de Tite. Fazendo o certo, podem até tornar o sonho uma realidade.

Comentários