Regulamentação de comunidades terapêuticas é debatida na Prefeitura

Da Redação

Salientar a importância de regulamentar as instituições no âmbito da legislação em vigor. Essa foi a principal pauta da reunião promovida pela Secretaria Municipal de Governo (Segov) com as instituições que atuam no cuidado de acolhimento em regime de residência transitória para pessoas dependentes de álcool e outras drogas – as comunidades terapêuticas.

O encontro ocorreu na quarta-feira, 7, no Gabinete de Governo, no Centro Administrativo da Prefeitura de Divinópolis, e foi administrado pela vice-prefeita e secretária de Governo, Janete Aparecida,  com participação do secretário de Saúde, Alan Rodrigo, da diretora de Vigilância em Saúde, Érika Camargos, da secretária de Assistência Social, Juliana Coelho, e da diretora sobre Drogas e Direitos Humanos, Luciana Capanema.

Outro tema tratado na reunião foi o das pessoas que com frequência vêm ao município em busca de tratamento, mas não seguem o programa, não retornam ao município de origem e terminam em situação de rua.

Janete disse que “este se trata de importante momento para promover instituições que fazem trabalho sério e contribuir para a adequação daquelas que ainda não estão regulamentadas orientando-as em matéria de documentação e bom funcionamento dentro da legislação vigente”. Depois disso, a vice-prefeita e secretária disse que vistorias serão realizadas para verificar as instituições que estão verdadeiramente aptas e adequadas para acolhimento e cuidado.

Os representantes das seguintes instituições estiveram presentes na reunião: Casa Dia, Sacramento de Amor, Fonte Viva, Pérolas, Projeto Quero Viver, Filho Pródigo, São João Paulo II, Casa de Apoio Destino e Centro de Reabilitação Nova Chance de Vida.

Comentários
×