Rede e bueiros são causas de alagamento

Gisele Souto

Divinópolis registra pontos de grandes alagamentos em dias de chuvas intensas. Mas, o fato causador das inundações em locais que parecem mais rios do que ruas, não é o grande volume de água, e sim os bueiros entupidos por lixo e entulhos descartados pela população em locais inadequados. E um destes pontos, é o encontro das avenidas JK e 7 de Setembro no bairro Bom Pastor, próximo à rotatória. Quem passa por estas vias logo depois de uma chuva forte conhece a realidade, isso quando é possível passar, pois em um trecho da 7 de Setembro, quase na rotatória, só carros altos conseguem vencer a força da água. Além disso, o comércio e casas próximas são inundados. Situação que se repete há anos devido a três tubulações próximas abarrotadas de materiais, como resto de construções, peças de veículos, garrafas, sacolas, entre outros.

Obras

Para tentar resolver de vez a situação, a Empresa Municipal de Obras Públicas e Serviços (Emop) realiza há dois dias melhorias no local. O objetivo, segundo o diretor geral da empresa, Antônio Eustáquio, é acabar com o alagamento formado no local. Ele explica que é feito o desentupimento da rede e de bueiros entre as duas vias.

No local, patrol, caçambas ferramentas e cerca de dez trabalhadores da empresa. A Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (Settrans) sinaliza as vias e, devido ao grande fluxo de veículos, há momentos de congestionamento.

— Estamos quase concluindo e, depois, aguardaremos as próximas chuvas para saber se atingimos o nosso objetivo — completa.

O diretor confirma o lixo como causa principal do bloqueio da água nos bueiros. Alerta para as consequências desta prática e pede à população que tenha mais cuidado com o bem que ela própria utiliza, mas pode se tornar perigoso quando mal tratado.

Perguntado se teria algum recado aos moradores e pessoas que passam pelo local, disse:

— Jogue lixo no lixo. Essa é a ajuda que vocês e nós precisamos — resumiu.

Comentários
×