Recapeamento de ruas e implantação das redes interceptoras seguem em andamento

Da Redação

A Copasa realiza a segunda etapa das obras de esgotamento sanitário em Divinópolis. Com investimentos totais previstos de R$ 143 milhões, as intervenções integram a implantação de interceptores e recapeamento de algumas vias da cidade como a rua Pitangui, no bairro Bom Pastor, que já começou a ter sua ciclofaixa reconstruída.

A companhia concluiu o recapeamento na rua Cruzeiro, no bairro Manoel Valinhas, e na rua Mar e Terra, no bairro Jardim Candelária. O recapeamento foi finalizado também na rua Pitangui e, agora, estão sendo feitas as marcações estratigráficas para sinalização da ciclofaixa. A pintura será finalizada nos próximos dez dias. A Avenida JK, no bairro Santa Clara, também recebeu recapeamento.

— Vivemos um momento importante para a companhia e para Divinópolis. Os investimentos que estão sendo aplicados pela empresa colocarão a cidade em um patamar elevado de desenvolvimento, qualidade de vida, sustentabilidade e atratividade para investimentos de toda natureza — afirma o superintendente da Unidade e Negócios Centro (UNCE).

Interceptores

A Copasa também está dando continuidade às obras que integram o sistema de esgotamento sanitário de Divinópolis. Os interceptores Bagaço, Do Carmo, Itapecerica, Lagoa do Sidil, Liberdade, Milho Branco e Vila Romana seguem em obras e, em breve, estarão em condições de iniciar a operação, levando benefício e melhoria da qualidade de vida para milhares de pessoas.

As obras da primeira etapa permitiram a implantação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Rio Itapecerica, incluindo estações elevatórias e redes interceptoras. Mais de 90% das estruturas da estação de tratamento foram concluídas. A ETE Rio Itapecerica terá capacidade para tratar até 400 litros por segundo de esgoto, tratando 100% do esgoto coletado em Divinópolis.

Regiões atendidas

As redes serão instaladas simultaneamente em diferentes regiões do município. O interceptor Vila Romana possibilitará a implantação de redes coletoras nos bairros Del Rey, Do Carmo, Primavera, Prol. Halim Souki, São Geraldo e Universitário. As redes dos bairros Nossa Senhora da Conceição, Nova Fortaleza I, Nova Fortaleza II e Serra Verde serão interligadas no interceptor Bagaço. O interceptor Milho Branco atenderá a região do bairro Santa Tereza. A margem direita do rio Itapecerica, que inclui bairros como Niterói e Porto Velho, será atendida pelo interceptor Itapecerica. Na mesma região está em andamento a obra do interceptor Do Carmo, que atenderá os bairros Manoel Valinhas, Danilo Passos e Universitário. E o interceptor Liberdade atenderá o bairro de mesmo nome até a MG-050.

Comentários
×