Raniel é o herói da classificação do Cruzeiro

José Carlos de Oliveira

O Cruzeiro é o primeiro semifinalista do Campeonato Mineiro, Módulo I. Na tarde deste sábado, no Mineirão, em Belo Horizonte, o time celeste venceu o time do Patrocinense por 2 tentos a 0, em duelo único das oitavas de final do estadual. O dono do jogo foi o atacante Raniel, da Raposa, que marcou os dois gols do encontro, um deles num golaço, e deu a classificação ao esquadrão azul.

Vitória merecida

No confronto entre o melhor time da primeira fase, o Cruzeiro, que somou 29 pontos contra apenas 13 do 8º colocado Patrocinense deu a lógica. O time de patrocínio entrou em campo para não perder, jogou na defesa para segurar o 0 a 0 e com a conivência do juiz Ronei Cândido abusou da cera para segurar a igualdade na primeira metade do encontro.

Mas para o segundo tempo, não teve jeito. Aos sete minutos, em jogada individual, Raniel passou por três zagueiros, chutou no canto direito do goleiro Negueti e marcou um golaço: Cruzeiro 1 a 0.

O segundo veio aos 19 minutos, novamente com Raniel, chutando de primeira, passe de Robinho, pelo lado esquerdo do ataque azul: Cruzeiro 2 a 0, vitória merecida e classificação azul para as semifinais.

Detalhes da Partida

Jogo: Cruzeiro 2 x 0 Patrocinense

Motivo: quartas de final do Campeonato Mineiro 2018

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data e horário: 17 de março de 2017 (sábado), às 16h

Árbitro: Ronei Cândido Alves - Assistentes: Pablo Almeida Costa e Douglas Almeida Costa

Público presente: 16.603/Pagante:13.561 - Renda: R$326.850

Gols: Raniel (duas vezes)

Cartões amarelos: Raniel, Thiago Neves, Rafael Sóbis (Cruzeiro); Bruno Moreno e Leomir (Patrocinense)

Cartões amarelos: Raniel, Thiago Neves, Rafael Sobis (Cruzeiro); Bruno Moreno e Leomir (Patrocinense)

Cruzeiro: Fábio; Lucas Romero, Dedé, Murilo e Egídio; Henrique e Ariel Cabral; Robinho (Mancuello), Thiago Neves (Arrascaeta) e Rafinha; Raniel (Sóbis). Técnico: Mano Menezes

Patrocinense: Negueti; Ângelo, Diego Borges, Juninho e Mateus Mendes; Mário César, Bruno Moreno, Leomir e Diogo Peixoto (Juninho Arcanjo); Marcelo Régis (Genesis) e Jeferson Berger (Thiago Brito). Técnico: Weligton Fajardo

Comentários
×