Querendo ajudar, vai atrapalhar

Bob Clementino 

O vereador Edson Sousa (CND) pode prejudicar e muito os profissionais da Educação que foram na prática, os que tiveram seus contratos de trabalho suspensos pelo prefeito Galileu Machado (MDB). Explico!

Suspensão 

O prefeito suspendeu os contratos de professores e auxiliares da educação, sob o fundamento de que diante da pandemia causada pelo coronavírus, eles não estão trabalhando e assim não poderia pagar os salários dos servidores terceirizados. O vereador Edson que é um desafeto político do alcaide em face dessa decisão apresentou um projeto de lei na Câmara solicitando a revogação do respectivo decreto. O prefeito, no entanto, garantiu em um programa de rádio que se os vereadores aprovarem esse tal projeto, ele irá exonerar os educadores. A sorte é que na reunião ordinária de terça-feira 5, foi pedido vista para que o projeto seja melhor estudado.

Cadê as investigações Kaboja e Renato?

Meses atrás, o ambientalista Jairo Gomes denunciou na Tribuna da Câmara que em Divinópolis, desde o ano 2000, a situação dos aterros das faixas inundáveis das águas do rio Itapecerica e segundo ele nada acontece aos infratores. Para reforçar a impunidade, Jairo mencionou o Ministério Público, Policia do Meio Ambiente, Codema, Copam e Comissão de Meio Ambiente do Legislativo e o cenário só tem se agravado. De acordo com o ambientalista, do bairro Belvedere até o Padre Tibério ele encontrou oito situações de aterros irregularacima da cota básica de cheia, sem nenhuma preocupação com a população ribeirinha que vai sofrer todo o impacto no caso de vir uma enchenteno rio Itapecerica.  O presidente da Câmara, Rodrigo Kaboja (PSD) me disse à época, por telefone que atendendo ao ambientalista, designou o vereador Renato Ferreira (PSDB) para apurar os fatos e este que é o presidente da Comissão do Meio Ambiente da Casa, me garantiu que já estava investigando. Cadê os resultados, edis?

Vice-prefeito esclarece tim-tim por tim-tim

O vice-prefeito Rinaldo Valério que também é médico foi quem deu em primeira mão a notícia de que a Vale, em sua política de compensação pelos estragos ambientais que causou a Minas, iria terminar o hospital público de Divinópolis. Depois outros deputados tentaram se assenhorar politicamente da façanha, mas quem tem as reais notícias é Rinaldo. Desde 12 de novembro de 2019 que o vice visita a equipe técnica da Secretaria Estadual da Saúde na Cidade Administrativa. 

Zema confiante

Na segunda-feira, 4, por teleconferência, novamente Rinaldo Valério falou com os assessores da Secretaria Estadual da Saúde, responsáveis pela Parceria-Público Privada, Cláudia Hermínia e Ian Queiroz. Segundo os dois, até aquele dia a Vale não havia dado a resposta final, mas garantiram que o governador está confiante de que esta parceria se realizará e até apresentou o valor da obra à Vale, para terminar o hospital público de Divinópolis: R$ 97, 3 milhões. Rinaldo promete mais notícias. Aguardemos! 

A roda da história está girando e...

Lula chamou Moro de canalha, agora Bolsonaro chamou Moro de Judas. Lula criticou as investigações da justiça contra seu filho Fabio Luís Lula da Silva e Bolsonaro critica o MP/Rio por investigar seu filho Flavio Bolsonaro. Quem está certo nessa história: Moro. Lula ou Bolsonaro? Não sabemos ao certo. Ainda estamos fazendo a história.  O tempo responderá. 

-

Será que vai?

Moro fez uma delação contra Bolsonaro, agora espera que ela seja premiada.

-

É o desespero

A fila para receber o auxílio de R$ 600 reais no dia 5 último , começou na porta da Caixa na avenida 1º de Junho, subiu pela rua Minas Gerais, contornou a a Antônio Olímpio de Morais e chegou quase na esquina da Goiás com 1º de Junho.

Dobrou os quarteirões. Muitos sem máscara e desrespeitando a distância de 1 metro e meio.





Comentários
×