Quem é paranormal?

 

Há quem acredite em milagres, feitiços, bruxaria, aparições de santos ou almas do outro mundo, possessões pelo demônio ou por outros espíritos, exorcismos, adivinhação, mediunidade, passes, bênçãos e curas espirituais etc. Muita gente se inquieta, sofre ou se encanta com tudo isso e com muito menos.

A parapsicologia é vista por alguns como pseudociência. O prefixo grego ‘para’ significa além de. A parapsicologia, portanto, iria além da psicologia. Numa visão mais condescendente, preferimos dizer que é uma ciência em formação, que pretende estudar aqueles supostos fenômenos. Segundo a parapsicologia, pessoas portadoras de dons ou poderes especiais são classificadas como paranormais.

Em Divinópolis, o padre Geraldo José Maia torna-se conhecido como estudioso e orientador nesse campo. É graduado em filosofia e teologia pela PUC-Minas e especializou-se no Instituto de Parapsicologia e Potencial Psíquico (Ipappi), Sistema Grisa, em São Paulo. Na próxima semana, padre Maia será o palestrante da “Terça Filosófica”, promovida pela Agefil.

O Ipappi diz seguir uma linha científica e independente na parapsicologia. Assim sendo, seus estudos e pesquisas seriam realizados independentemente de crenças, filosofias ou religiões. Tem os objetivos de desenvolver uma “nova ciência parapsicológica, que estuda o ser humano com a precisão da matemática”, e oferecer, a partir daí, um método de análise e orientação dos seres humanos. Como se vê, não é pouca coisa. Foi fundado em Florianópolis, em 1984, por Pedro Antônio Grisa e um grupo de interessados na parapsicologia e estudos afins. Em 1995, criaram o curso de aperfeiçoamento em orientação psicológica, que formou os primeiros 18 parapsicólogos clínicos do Sistema Grisa. Hoje, o Instituto existe em mais cinco estados: Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais (Belo Horizonte) e Espírito Santo, sob os mesmos princípios científicos e pedagógicos.

Pedro Grisa era graduado em filosofia, letras e psicologia. Em 1999, obteve o doutorado na Universidade das Ciências do Homem de Paris, com a tese: “Parapsicologia e personalidade, a relação entre a fenomenologia paranormal, a sobrevivência e estrutura da personalidade”. Nascido em 1941, no estado de Santa Catarina, faleceu em 2017. Deixou vários livros publicados, nas áreas da literatura e da ciência.

A palestra do padre Maia será na terça-feira, 17, às 19h, na Biblioteca Ataliba Lago. A entrada é franca. jorababech@gmail.com

Comentários
×