Que bobagem!

Alguém meio doidão ou com muito má vontade com a estatal Copasa, coloca nas redes sociais, um fake que aterrorizou o divinopolitano: havia fezes no tratamento da água, mostrando algo até parecido, chamando a atenção de todas as autoridades municipais, incluindo aí os vereadores que fizeram pose no local. Edson Sousa foi mais incisivo ao mostrar que tudo não passava de uma ilusão de ótica, e que as fezes eram lodos que ainda não haviam sido “apurados”, que ficam no fundo do reservatório e que acabam depurados antes da água ser distribuída. O vereador fez questão de pegar o lodo para mostrar que tudo não passou de maldade de alguém mal intencionado e que a polícia descobre com a maior facilidade!

A má vontade...

...do público com a Copasa, advém da cobrança da taxa de esgoto, só que em razão da fomentação negativa de quem sabe de tudo, mas é oposição. Sem querer defender a companhia, e já o fazendo, o que ela cobra está dentro do contrato firmado com a prefeitura, que independe de tratamento agora, a taxa visa apenas à manutenção da rede. Esta é a verdade, ruim para os nossos bolsos, mas está correto.

Curso superior

É verdade que muitas pessoas viram doutores em certos assuntos com o passar do tempo, dos dias vividos e das experiências realizadas. Ninguém sai doutor de uma Universidade, mas pior do que entrou, impossível. Daí que a sugestão do vereador em um projeto seu, que os secretários municipais depois da era Galileu, tenham curso superior, tem toda lógica. Colocar que nunca passou pela ponte do gafanhoto para ser secretário de Turismo, ou que tenha um feito um curso correlato, não passa de politicagem. Se a prefeitura tem 10, 13 ou 15 secretários, menos da metade com certeza foram nomeados para os agrados tradicionais, pois não entendem bulhufas sobre o assunto. E assim, passam dois ou três anos aprendendo com o pessoal da casa, e os outros dois, apenas planejando. Não é por acaso que o prefeito de Cajuru está tomando de Divinópolis até o seu “vagão literário”, isso depois de já ter levado várias indústrias.

A mídia impressa...

...está ressurgindo devagar, passando por maus momentos e começando a respirar. No Rio, o grande Jornal do Brasil passou novamente a ser impresso e o Valor Econômico está sendo comprado do espólio familiar, para voltar com impressão diária. Por aqui, os sinais não foram ainda sentidos com maior amplitude, já que a cidade é pobre, sem grandes anunciantes, que são aqueles que seguram qualquer órgão impresso. O fechamento do jornal Gazeta do Oeste é consequência do mau momento por que passa o país e o Agora terá em seus quadros alguns de seus funcionários, além do seu diretor Fernando Rodrigues, que será responsável pela parte interna da empresa.

Isso se deu...

...porque a inteligência tanto de Rodrigues como da diretora do Agora, Daniela Faria, falou mais alto e uma união entre os dois gestores ocorrerá a partir de março. Nada que não tenha sido meticulosamente pensado. O que se espera agora é o crescimento do Agora no seu todo, pois ele está em várias plataformas que precisam ser mais bem exploradas. Sucesso, eu desejo de todo coração, como fundador do maior jornal de todos os tempos de Divinópolis e que completará 47 anos em 1º de junho.

Comentários
×