Quatro fatores mantêm lucros de supermercados

Ligeira melhora no nível de emprego e 31 dias no calendário contribuem com faturamento em alta

 

Pablo Santos  

O faturamento dos supermercadistas da região cresceu 1,67% em julho, de acordo com os dados apresentados ontem pela Associação Mineira de Supermercados (Amis) com empresas de todo o Estado. A ligeira melhora no nível de emprego, 31 dias no calendário, cinco finais de semana e o mês sem feriados foram primordiais para a alta nas vendas, segundo os supermercadistas entrevistados.  

No geral, em julho as vendas do setor registraram crescimento de 1,57% em relação a junho, de acordo com o “Termômetro de Vendas” mensal da Amis.  Na comparação com o mesmo mês do ano passado também houve crescimento, com desempenho de 1,06%. Os resultados já estão deflacionados pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPCA). 

No acumulado de janeiro a julho, o setor mostra crescimento positivo de 1,54%, com ligeira desaceleração em relação ao crescimento do primeiro semestre de 1,62%.  Os resultados, no entanto, estão dentro das projeções elaboradas pela Amis que, são de crescer pelo menos 1,7% no ano. 

O superintendente da Amis, Antônio Claret Nametala, destacou a importância do calendário para o crescimento. 

— Mais dias no calendário fazem uma enorme diferença no faturamento dos supermercados, além de mais finais de semana de junho. Outro ponto positivo é o nível do emprego que está aos poucos melhorando — destaca.  

O ano caminha para fechar com a previsão de crescimento de 1,7% no faturamento do setor.  

— Estamos no meio do ano com crescimento de 1,54% e a tendência é de chegar à nossa meta de 1,7% de vendas — disse Claret.       

Região 

De acordo com a Amis, o Centro-Oeste foi uma das regiões com maior crescimento e superou a média estadual. Em julho, a região cresceu 1,67% e ficou atrás apenas do Sul com alta de 1,80% e Zona da Mata com 1,77%. 

O Rio Doce registrou o menor crescimento 0,67%. O Triângulo Mineiro teve alta de 1,48%, acompanhado de Centro (1,50%) e Norte de Minas (1,57%). 

 Brasil  

Em julho, as vendas do setor supermercadista do Brasil apresentaram alta de 4,21% na comparação com o mês anterior. No entanto, queda de 0,50% em relação ao mesmo mês do ano de 2016.  No acumulado do ano, as vendas apresentaram crescimento de 0,73% na comparação com o mesmo período do ano anterior (acumulado de janeiro a julho de 2016). 

Em valores nominais, as vendas do setor apresentaram alta de 4,46% em relação ao mês anterior e, quando comparadas a julho do ano anterior, alta de 2,22%. No acumulado do ano, as vendas cresceram 4,80%. 

 

Comentários
×