Quase 30 mil motoristas foram autuados na cidade em oito meses

Matheus Augusto

Divinópolis teve um primeiro semestre movimentado – e perigoso. Segundo a Secretaria de Trânsito, Transporte e Segurança Pública (Settrans), entre janeiro e agosto deste ano, 3.821 pessoas se envolveram em acidentes de trânsito no perímetro urbano da cidade. E os dados da pasta apontam que a principal causa dos acidentes é a negligência dos motoristas. De acordo com o levantamento, 2.415 (63,2% do total) foram causados por falta de atenção e 296 (7,7%) por desobediência à sinalização de trânsito.

— É necessário destacar que a análise de acidentes não leva em consideração o quantitativo de acidentes, mas de acidentados. Ou seja, o valor apresentado é resultados de um ou mais envolvidos em determinado acidente — informou a pasta.

E, além dos acidentes, o desrespeito e desatenção dos motoristas têm se refletido no número de infrações. A Settrans comunicou ao Agora que 28.055 notificações de autuação emitidas. Entre janeiro e agosto, o Município, juntamente com demais órgãos conveniados e a fiscalização eletrônica, gerou 23.808 autuações (84,86% do total). Além disso, o Estado emitiu 4.247 notificações (14,2%).

Localidades

Ainda de acordo com a secretaria, o bairro com maior número de pessoas envolvidas em acidentes foi o Centro, com 1.349 (35,3% do total). A área é seguida pelo Porto Velho, com 161 acidentados (4,2%); Santa Clara, com 139 (3,6%); Niterói, com 125 (3,3%); e Bom Pastor, com 119 (3,1%).

A Settrans ainda declarou à reportagem que, para determinar os locais prioritários de intervenções, são levados em consideração a gravidade dos acidentes, e não o número.

— É importante compreender que, para as ações de combate aos acidentes de trânsito, são levadas em consideração a severidade do acidente e a gravidade das lesões que os envolvidos podem ter sofrido. Pode ocorrer que um local com índice mais elevado de acidentes tenha menor necessidade de intervenção que um com menos ocorrências, mas com severidade mais grave — explicou a secretaria.

Ação

Visando à redução no número de acidentes e à garantia da segurança de pedestres e motoristas no trânsito, a Settrans está promovendo uma série de ações neste mês para conscientizar a população.

Para o líder da pasta, Marcelo Augusto, a iniciativa é uma oportunidade de combater atitudes violentas no trânsito.

— O objetivo da secretaria é integrar ações de comunicação, educação e fiscalização, voltadas para a valorização de atitudes que estimulem o cuidado e a segurança de pedestres e motoristas. Gentileza gera gentileza— explicou.

A abertura aconteceu nesta terça-feira, 5, com a “Blitz da Gentileza”. Os alunos da Escola Estadual Antônio Belarmino, em Ermida, juntamente com o agente mirim, realizaram a entrega de panfletos confeccionados pelos próprios estudantes.

Dando continuidade à agenda, ontem, uma blitz educativa foi promovida no quarteirão fechado da rua São Paulo. Também haverá ações dentro do transporte coletivo. Para amanhã, a Settrans, em celebração ao dia da gentileza no trânsito, além de blitz para conscientizar motoristas e pedestres, distribui brindes para a população. O local ainda não foi definido.

A penúltima ação acontece no domingo, 17, às 9h, em frente ao elevado do supermercado ABC do bairro Niterói, onde será promovido um ato de conscientização com vítimas de acidentes de trânsito.

Fechando a agenda, nos dias 21 e 22, às 13h, será realizada a “Conferência sobre Gentileza no Trânsito”, no Centro Administrativo.

Projeto

Ainda no trânsito, porém com o objetivo de garantir a qualidade das vias públicas e a fluidez do tráfego na cidade, a Settrans está promovendo a contagem classificada de veículos.

— A contagem faz parte de um projeto para identificar possíveis impactos do trânsito de veículos de transporte de carga no município. (...) Serão instalados equipamentos móveis em 21 pontos de cruzamentos nos bairros Niterói e Interlagos, para a contagem e classificação de veículos, durante 24 horas, com registro de imagens da frequência do trânsito e do quantitativo de veículos — explicou.

Ainda de acordo com a pasta, a medida é uma recomendação do Ministério Público (MP).

— (...) tem como objetivo, a partir dos relatórios concluídos da situação atual do trânsito nos locais, definir as mudanças que deverão ser feita para melhoria no fluxo da região. O investimento no projeto é de R$ 75 mil e será executado pela Consultran, empresa de Santa Catarina, ganhadora da licitação — relatou.

O gerente de projetos de trânsito, Lucas Estevam, ressaltou a importância do trabalho para identificar os locais que demandam uma intervenção prioritária da secretaria.

— Através deste projeto, teremos um diagnóstico de como o trânsito está se comportando e como vai ficar futuramente. Depois, por meio de microssimulações de software específico, conseguiremos visualizar possíveis alterações para melhoria, visando às questões de mobilidade e transporte coletivo, e verificar, através do software, as possibilidades de mudanças no trânsito — destacou.

A secretaria também informou que o projeto, juntamente com os relatórios, deve ser finalizado até 16 de dezembro deste ano. Além disso, a pasta comunicou o intuito de, no próximo ano, promover o mesmo estudo na região Central da cidade “para um trânsito de fluxo rápido, mais seguro e com vias adequadas”.

Comentários
×