Quais vereadores estão  na gaiola do prefeito?

 

 Ao discursar na reunião ordinária da Câmara Municipal na quinta-feira passada, 6 e falar sobre a revisão da planta de valores do IPTU, o vereador Edson Sousa (MDB), pediu licença para fazer uma analogia. Segundo o edil, acontece o seguinte na Casa Legislativa: “Aqui, o prefeito prende um tanto de vereadores em uma gaiola. Eles ficam bravos, o prefeito manda eles dar uma voltinha, dá um passeio e depois eles voltam de novo e põe eles na gaiola.

É isso! São umas aves que andam pouco”, disse vereador

Quais vereadores estão na gaiola do prefeito, vereador Edson Sousa? O edil emedebista declarou também que quer respeito de vereadores que em conversas informais dizem a ele que: “Vota do jeito que Galileu manda”. Quais vereadores votam do jeito que Galileu manda?

 Edson Sousa já esteve

 na gaiola do prefeito

 O vereador Edson Sousa conhece bem a gaiola do prefeito Galileu Machado, onde ele diz que estão alguns vereadores. Ele já esteve aprisionado nela. Ajudou eleger o atual prefeito e foi visto na campanha eleitoral avalizando as promessas de campanha de Galileu Machado. Chegou até a aceitar o convite feito por ele na manhã de quinta-feira (2/12/17) para assumir a Liderança de Governo na Câmara Municipal. Mas, desentendeu-se com o prefeito e deixou a gaiola. Hoje, continua filiado no MDB (mesmo partido do prefeito) pelo qual se elegeu vereador. Alguns militantes do partido julgam que o vereador comete infidelidade partidária por causa das críticas que atualmente faz ao governo municipal.  Eles, do mesmo partido, que se entendam.

 E os “engaiolados” não piaram

 O mais intrigante no discurso do vereador Edson Sousa (MDB) é que apesar de ele fazer duas denúncias inquietantes envolvendo alguns edis, esses vereadores não pediram aparte ao emedebista para cobrar dele que nominasse os edis que Galileu mantém na gaiola e quais vereadores que “votam do jeito que Galileu manda”. Houve silêncio e quem cala consente. Será que por isso os vereadores “engaiolados” não deram um pio?

 Impeachment: só tumultuou

 O vereador Sargento Elton (Patriota) protocolou, na quinta-feira, 6, a Denúncia de Infração-Político- Administrativa cujo intuito é pedir a cassação do mandato do prefeito. O edil baseou-se naquela denúncia de Marcelo Marreco de que o prefeito lhe ofereceu cargo público sem necessidade de contrapartida de trabalho. Por que só vai tumultuar? Com os salários dos servidores atrasados, médicos da UPA ameaçando entrar em greve, que contribuição este pedido de impeachment traz à solução do caos financeiro e administrativo da prefeitura. Em minha opinião, nenhuma!

 Vai dar em nada

 Este pedido de impeachment, apesar de a tese do vereador Sargento Elton ter consistência jurídica, vai dar em nada. Explico: Protocolado o requerimento, ele será submetido ao plenário.  Se acolhido, cria-se uma comissão que vai analisar se os requisitos do pedido foram preenchidos.

Os três vereadores que forem compor a Comissão Processante têm 80 dias para apresentar o relatório. A conclusão é colocada também em votação no plenário, que decide pela cassação ou não do prefeito. Ora, a base de apoio do prefeito e composta por 11 edis., se é que me entendem. E a Associação dos Advogados do Centro-Oeste (AACO) protocolou certa vez igual pedido, e foi recusado. Como o vereador Sargento Elton não acrescentou fato novo ao pedido de impeachment do prefeito, atrevo-me a dizer que, caso o requerimento prossiga até o Plenário, será negado por 11 votos a 5.

Comentários
×