Psicólogos voluntários atendem gratuitamente pacientes via aplicativo do Governo de Minas

Da Agência Minas

Desde que os primeiros casos de coronavírus foram registrados em Minas Gerais, profissionais de diversas áreas têm procurado o Governo de Minas como candidatos a voluntários nessa batalha. Uma rede se formou e, hoje, muitos deles atuam diretamente nos cuidados com os pacientes, por meio do aplicativo Saúde Digital MG Covid-19.

Quando a pandemia começou no Brasil, em março, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) foi procurada por pessoas que se colocavam à disposição para auxiliar no enfrentamento ao vírus. Diante da oferta, a SES-MG criou um site de cadastramento de voluntário e estima que cerca de 1 mil pessoas tenham se cadastrado nesses últimos meses.

— A pandemia comoveu muitos e despertou o sentimento de coletividade. Começamos a receber ligações de médicos, psicólogos, enfermeiros, donas de casa, e outras pessoas que queriam ajudar — conta Cláudia Hermínia de Lima e Silva, assessora chefe de Parceiras em Saúde da SES.

A secretaria criou um cadastro de voluntários, uma espécie de banco reserva de recursos humanos. Em maio, ao ser lançada a plataforma de gestão da inovação em telemedicina, o aplicativo Saúde Digital MG, 35 psicólogos voluntários foram chamados para atuar no atendimento.

Rede

Desde então, o grupo de profissionais, de Minas e de outros estados, dedicam parte do dia para atender aos pacientes mineiros, por meio do aplicativo. Eles doam o tempo que têm, de acordo com o horário que podem. 

Nazareh Ribeiro está à frente desse grupo. Psicóloga, especialista em neurociência, cognição e comportamento, Nazareh tem doutorado pela Rennes École Business Administration (França) e é coordenadora dos psicólogos voluntários que atuam no Saúde Digital MG.

— Também sou voluntária e atendo pacientes. Todos nós, profissionais de saúde, fizemos um juramento, e quem escolhe trabalhar com essa área tem que estar disponível para os chamados — comenta.

Ela, que mora no Rio de Janeiro, acredita que solidariedade, empatia, resiliência e adaptabilidade fazem a diferença neste momento de crise mundial.

— Meu consultório está fechado há cinco meses. Por que não doar parte do meu tempo para isso? — questiona Nazareh, que se sente satisfeita e feliz em poder ajudar.

Desde 2003, ela trabalha com atendimento a distância e, com a sua experiência, tem feito palestras para os profissionais que atendem pelo Saúde Digital MG, orientando-os sobre os atendimentos on-line.

Reuniões virtuais são realizadas semanalmente, e Nazareh aborda questões como postura ética, manejo clínico e anamnese (entrevista feita com os pacientes).

— É gratificante apoiar outros colegas e atender a quem precisa — diz.

A psicóloga Luíza Falcão se candidatou como voluntária no dia 28 de março.

— É um projeto brilhante que tem dado muito certo, principalmente para aquelas pessoas que estão em isolamento e precisam de acolhimento para suas angústias e ansiedade neste momento — comenta Luíza, que vê as ações voluntárias como algo a acrescentar na vida profissional e pessoal.

Atendimento

Para ser atendido, o paciente deve se inscrever na plataforma e responder perguntas referentes aos seus sintomas. A partir daí, o próprio aplicativo o encaminha para a abordagem clínica, que pode ser uma teleconsulta com um médico e ou receber a indicação para um atendimento psicológico. O psicólogo recebe, então, um e-mail ou SMS com o nome do paciente para que seja iniciada a psicoterapia pela plataforma.

— São feitas escuta, orientação e observação sobre o estado emocional dessa pessoa. Se ela está apresentando, além da covid-19, quadros de depressão, ansiedade, entre outros. Há entrega de valor e qualidade no atendimento — ressalta Nazareh.

Conforme destaca Cláudia Hermínia, o trabalho dos psicólogos voluntários é fundamental para a assistência daqueles contaminados pelo coronavírus, uma vez que, identificado algum indício de que a saúde mental desse paciente está prejudicada, uma notificação é enviada para a SES-MG, para que o caso seja acompanhado por profissionais responsáveis.

Saúde Digital

Saúde Digital MG - Covid19 é uma plataforma para auxiliar os cidadãos a realizarem uma autoavaliação de saúde com foco no coronavírus, oferecendo um direcionamento para o acesso à rede de Saúde do Estado. Atualmente, há cerca de 20 mil usuários cadastrados.

A ferramenta é fruto de uma parceria entre o Governo de Minas e a Techtools Ventures, empresa que agrega soluções de healthtech de 38 países, que doou para o estado, por um período de três meses, o direito ao uso da tecnologia de certificação de identidade dos pacientes, triagem inteligente para covid-19 e plataforma de teleconsultas.

Médicos, enfermeiros e psicólogos da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) foram capacitados e atendem os pacientes por meio da plataforma.

Comentários
×