Projeto “Trem Turístico” é apresentado a lideranças

 

Da Redação

Um novo projeto pode ajudar no desenvolvimento da economia local. Essa é a expectativa com o “Trem Turístico”, que sairia da cidade de Bom Sucesso e teria Divinópolis como ponto final, com paradas em diversos municípios. Representantes da cidade e região estiveram na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, nesta segunda-feira, 12, para tratar sobre a proposta.

Diversos prefeitos, secretários municipais do Centro-Oeste e deputados estaduais participaram do encontro.

Projeto

A Prefeitura informou que a intenção é criar um roteiro turístico na região Centro-Oeste.

— O Trem Turístico seguirá o exemplo de Brumadinho. Várias cidades da região são entrecortadas por linhas férreas. O trem sairia de Bom Sucesso até Divinópolis, com paradas em municípios que integrarão o roteiro — explica.

Ainda segundo a Prefeitura, o objetivo agora é levantar recursos para possibilitar a execução do projeto.

— Ao final, o grupo ficou responsável por levantar parcerias e investimentos para tornar possível a iniciativa, além de buscar a concessão da utilização das linhas férreas — informou.

O novo secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Nogueira, afirma que entrou em contato com a empresa VLI, responsável pela concessão.

— Nós tivemos um primeiro contato com a empresa e de início será feito um estudo de viabilidade econômica do projeto. Destacando a importância deste investimento para a cultura e turismo da região — afirma.

Desenvolvimento

A reunião teve participação também do presidente da Comissão Extraordinária de Turismo e Gastronomia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Professor Irineu (PSL). O deputado estadual afirmou que um projeto como esse, juntamente com a construção da Cruz de Todos os Povos, é uma estratégia fundamental para superar a crise econômica vivida pelos municípios.

Além disso, Professor Irineu conta que, durante o encontro, foi discutida a possibilidade de condicionar a renovação da concessão a VLI ao projeto “Trem Turístico” e até mesmo a aquisição de uma Maria Fumaça.

Mineiro no Ministério

Segundo Professor Irineu (PSL), o estado conta com um apoio importante na área.

— Temos um alinhamento raro de oportunidades para Minas, pela presença de um mineiro à frente do Ministério do Turismo, o Marcelo Álvaro Antônio. O Trem Turístico para a região do Centro-Oeste já conta com total apoio do Ministério do Turismo — destacou.

Também presente no encontro, o secretário de Cultura de Divinópolis, Gustavo Mendes, destacou que o apoio do Ministério já é dado como certo. Além disso, ele ressalta que, com o empenho da Prefeitura, o projeto “logo poderá ser uma realidade em nossa cidade”.

Mobilização

Coordenadora do encontro, a subsecretária de Turismo do Estado, Marina Simião, ressaltou que é fundamental um esforço de outras secretarias, como a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra).

— São demandas que precisam da articulação com outras secretarias, e todo o secretariado estadual está sensível à importância do turismo para nosso Estado — afirmou.

Necessidade

Professor Irineu destacou também que, com a construção da ‘Cruz de Todos os Povos’ na cidade, é fundamental garantir fácil acesso ao local. 

— Tão logo seja construída, toda a região será impactada positivamente pelo monumento, pelo aumento do turismo religioso que ele vai gerar. Para qualificar a experiência turística dos romeiros, um conjunto de pequenas interseções precisa ser realizado — destacou o deputado.

VLI

Ao Agora, a VLI esclareceu que está aberta a estudar a viabilidade da iniciativa, porém um projeto formal ainda não foi apresentado.

— A VLI, controladora da Ferrovia Centro-Atlântica, esclarece que, quando consultada, está sempre disposta a analisar iniciativas que sejam em sua área de atuação e possam oferecer à população alternativas de mobilidade e desenvolvimento local. Para o trecho citado ainda não foi apresentado um projeto — comentou.

Além disso, a empresa explicou que a atual concessão não contempla o transporte de pessoas.

— A empresa ressalta que possui a concessão para o transporte de cargas, e projetos com outras finalidades devem ser submetidos pelo interessado à análise e aprovação do órgão responsável por emitir tais autorizações especiais — esclareceu.

 

 

Comentários
×