Projeto social atuará em áreas de risco de Divinópolis para prevenir crimes

 

Gisele Souto

Autoridades da segurança pública ainda comemoram os números da redução da criminalidade na região. Houve uma queda significativa nas práticas dos crimes de roubo e furto, além de homicídios no território Oeste nos cinco primeiros meses do ano. O relatório foi apresentado durante a reunião do Colegiado Executivo dos Fóruns Regionais de Governo, no último dia 12, em Divinópolis.

Para o chefe do 7º Departamento da Polícia Civil em Divinópolis, Ivan Lopes, por intermédio dos fóruns regionais de governo, a integração entre as polícias Civil e Militar, comunidade e o judiciário, contribuíram tanto para a prevenção quanto a redução da criminalidade na região.

— A criminalidade vem caindo mês a mês. Houve redução de 13% nos furtos, de 38% em roubos e de 42% em homicídios em comparação ao mesmo período do ano passado — revela o delegado.

Divinópolis

Em Divinópolis o resultado também é celebrado, menos quando o assunto são os assassinatos. Neste ano já foram contabilizados 30.

O crime sobressaiu aos demais em Divinópolis. Houve um aumento de 8,33%o até maio deste ano, 26 contra 24. Os números de junho ainda não foram contabilizados. Até maio deste ano, foram registrados 26 contra 24.

Se em Divinópolis esse crime ainda não recuou, na região os números são bastante positivos, com redução de 42,51%.

Ainda de acordo com o delegado Ivan Lopes, novas delegacias também contribuíram para garantir a segurança da população dos municípios de Santo Antônio do Monte, Luz, Dores do Indaiá, Itapecerica, Bambuí, Arcos e Moema. Além disso, Formiga vai inaugurar, em breve, nova delegacia regional.

Prevenção

A aposta das autoridades para reduzir ainda mais o índice é a prevenção. Um exemplo é o recém-lançado aplicativo “Alerta MG”, que permitirá que mulheres vítimas de violência procurem socorro rápido e seguro.

Mas, tem outro que ainda não foi lançado e contemplará Divinópolis. A Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) vai viabilizar a qualificação profissional e inclusão produtiva para jovens em situação de vulnerabilidade social na cidade.

Por meio do projeto “Trampos”, o Estado ofertará serviços de orientação profissional, cursos de qualificação, oportunidade de emprego e empreendedorismo a estes jovens.

Cerca de 850 das comunidades de São João de Deus e São Luiz serão beneficiados, de acordo com a Assessoria de Relações Institucionais para o Trabalho, da Sedese. Nestes locais é significativo o registro de crimes envolvendo jovens.

A data para o lançamento ainda não foi marcada.

 

Comentários
×