Projeto para transformar Divinópolis em Polo da Moda avança

Da Redação

Foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Assembleia  Legislativa de Minas (ALMG), na última quarta-feira, 29, o Projeto de Lei 4.636/2017, que institui o Polo da Moda de Divinópolis, de autoria do deputado estadual Fábio Avelar (Avante). O relator, deputado Hely Tarqüínio (PV), concluiu pela legalidade do projeto em sua forma original. A proposição segue agora para análise da Comissão de Desenvolvimento Econômico em 1º turno. A previsão é que a iniciativa possa ser analisada em plenário, até o final do primeiro semestre de 2018.

Projeto

O projeto consta a integrarão o polo os municípios de Aguanil, Araújos, Arcos, Campo Belo, Candeias, Carmo da Mata, Carmo do Cajurú, Carmópolis de Minas, Cristais, Divinópolis, Igaratinga, Itaúna, Itapecerica, Nova Serrana, Oliveira, Pains, Perdigão, São Sebastião do Oeste, Pedra do Indaiá, sendo Divinópolis o município-sede do polo. São objetivos da institucionalização o fortalecimentoda cadeia produtiva do setor têxtil na região Centro-Oeste de; o incentivo à produção e comercialização de vestuário; a promoção do desenvolvimento e a divulgação de tecnologiasaplicáveis a esse setor industrial; a contribuição para a geração de empregos e para o aumento da renda, principalmente, mediante ações voltadas para o setor, observando-se os princípios do desenvolvimento sustentável.

Ações do governo

O PL que cria o Polo da Moda de Divinópolis, prevê ações por parte do governo, entre elas a promoçãoao desenvolvimento e a divulgação de novas técnicas naconfecção; a destinaçãode recursos específicos para o desenvolvimento e a pesquisade novas técnicas para o aprimoramento das fábricas locais; o desenvolvimento de ações de capacitação profissional para técnicos,inclusive quanto aos aspectos gerenciais e de comercialização; a criação de mecanismos que propiciem tratamento tributário diferenciado para fomentar a produção têxtil; a implantação de um sistema de informação de mercado, interligandoentidades públicas, empresas, cooperativas e associações de produtores, com vistas asubsidiar o processo de tomada de decisão dos agentes envolvidos no negócio e finalmente a criação, nas instituições bancárias oficiais, de linhas decrédito especiais para subsidiar as atividades industriais.

 —Temos urgência na tramitação deste projeto. O reconhecimento oficial do Polo da Moda, por parte do governo estadual, é uma oportunidade para começar uma nova história industrial na região Centro-Oeste — diz o autor, deputado Fábio Avelar.

Comentários
×