Projeto leva escritoras a escolas públicas de Divinópolis

Ana Laura Corrêa

O projeto Café Literário, realizado pela professora de português Paula Santos Oliveira, chega neste ano à sua quarta edição. As escritoras Bianca Briones, autora da série “Batidas Perdidas”, e Giovanna Vaccaro, responsável pelas obras “Procura-se” e “E se”, virão a Divinópolis para participar do projeto. 

As duas autoras farão palestras e participarão de sessão de autógrafos com estudantes de duas escolas públicas da cidade. 

Escolas 

Bianca Briones estará na Escola Estadual São Francisco de Paula, em 25 de maio, às 7h30. Já Giovanna Vaccaro marcará presença na Escola Estadual Padre Matias Lobato, no dia 20 de junho, também às 7h30. 

Alunos de outras escolas serão convidados para o Café Literário. Estudantes que não forem convidados também poderão participar dos eventos, basta entrarem em contato com a professora responsável pelo projeto.  

Café Literário 

Em edições anteriores, o Café Literário trouxe para escolas públicas de Divinópolis as escritoras Paula Pimenta, que participou do projeto em 2016, Thalita Rebouças, em 2017, e Babi Dewet, também no ano passado. 

— A leitura é fundamental para a plena realização da nossa condição humana e da nossa capacidade de entender o mundo, é importante para a formação do senso crítico e da cidadania. É condição para a promoção de valores democráticos, porque é a base para a cultura do discernimento e do diálogo, tanto individual como coletivo. Quem lê aumenta seu repertório de atuação sobre o mundo a sua volta — disse a professora responsável pelo projeto. 

As autoras são indicadas pelos próprios alunos, que contribuem com R$ 3,50 para cobrir os custos da vinda das escritoras. 

— O projeto visa a estimular, incentivar e desenvolver nos jovens o gosto pela leitura e também o  carinho e o cuidado que devemos ter com os livros, pois eles nos levam para muitos lugares, por meio do mundo mágico da imaginação e da leitura de diferentes textos. Pretendemos também despertar o hábito da escrita, da interpretação, da produção de texto, da ilustração e da descoberta das mensagens implícitas nos textos, além de melhorar a aprendizagem com relação à pontuação, ortografia e estrutura — afirma a professora. 

 

Comentários
×