Projeto de vereador serve de referência para outras cidades

 

Ana Laura Corrêa

Com a crescente onda de ataques a caixas eletrônicos, dois deles, esta semana, considerados os piores do ano, um projeto do vereador sargento Elton (PEN), aprovado em outubro último, volta à pauta de discussões. Foi o que  ocorreu ontem pela manhã, na reunião da Associação Comunitária para Assuntos de Segurança Pública (Acasp). A matéria do vereador que visa a instalação de portas de aço nas agências bancárias para coibir o crime, foi destacada pelas autoridades de segurança, uma delas, o delegado regional Leonardo Pio.

Depois do discurso, ele revelou ter enviado a proposta, às Câmaras de Vereadores de Itaúna, Carmo do Cajuru, Cláudio e Itatiaiuçu, sugerindo a adoção de medidas semelhantes as do projeto que agora se trata da lei municipal nº 8.365/2017.

— Encaminhamos cópia do projeto de lei de Divinópolis para que o mesmo texto legislativo seja apreciado pelas câmaras locais, implementando- o no âmbito de cada município da Delegacia Regional — afirmou o delegado.

Sancionada pelo prefeito Galileu Machado (PMDB) em 26 de outubro, a legislação estabelece a obrigatoriedade da instalação de portas ou grades de aço nas fachadas externas de caixas eletrônicos e autoatendimentos de estabelecimentos financeiros.

— O projeto veio em boa hora. Ele é importante no sentido de impedir e dificultar qualquer ação criminosa, em especial àquelas voltadas a invasões de instituições financeiras — comentou Leonardo Pio sobre a lei aprovada.

Incidência na região

Somente na madrugada da última terça-feira, 5, foram registradas no estado quatro ocorrências de ataques a bancos nas cidades de Pompéu, Tapira, Santa Rita de Caldas e também em Morro do Ferro, distrito de Oliveira.

De acordo com dados disponibilizados pela Secretaria de Segurança Pública (SESP), de janeiro a novembro deste ano, já foram registradas 149 explosões a caixas eletrônicos em Minas Gerais.

 

  

 

 

 

 

 

Comentários
×