Profissionais do serviço municipal do luto serão imunizados contra covid-19

Reunião entre Comissão de Saúde, Secretaria de Saúde e Sintram, resultou na inclusão dos profissionais do serviço municipal do luto, no plano de imunização.

Da Redação

Foi realizada na manhã desta segunda-feira, 17, uma reunião envolvendo a Comissão de Saúde, Meio Ambiente e Ciência da Câmara Municipal, representada pelos vereadores Zé Bráz (PV), Israel da Farmácia (PDT) e Lohanna França (CDN), o secretário de Saúde, Alan Rodrigo, e o Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis (Sintram), representados pela presidenta Luciana Santos e pelo vice-presidente Wellington Silva. Dentre os temas abordados, esteve a solicitação de melhorias dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) aos funcionários e usuários do serviço municipal do luto, além do fornecimento de álcool gel aos mesmos, e o principal, a vacinação desses profissionais contra a covid-19.

Membro da Comissão, Lohanna França comemorou os resultados da reunião.

— Um dia de conquistas para a comissão e para a cidade. Conseguimos atender um desejo popular que foi a inclusão dos coveiros e assistentes sociais no plano prioritário de vacinação contra a covid-19 — destacou.

Tal medida de inclusão dos assistentes sociais vem de encontro ao Plano Nacional de Imunização, que contempla a classe.

— É fundamental trabalharmos em prol desta classe que está na ponta dos serviços à comunidade — pontua Zé Braz, presidente da comissão.

Israel da Farmácia, secretário da Comissão de Saúde e que recentemente se recuperou da covid-19, também reforçou a importância de se buscar mais eficácia no plano de vacinação.

— Seguimos os protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde, mas essa inclusão dos coveiros foi fundamental. São profissionais que lidam diariamente com a exposição ao vírus. É uma vitória para nós — conclui o vereador.

De acordo com o ofício enviado pelo Sintram, cabe destacar que são somente 14 coveiros, que prestam esse serviço essencial cemitérios municipais, sendo a imunização fundamental, já que os mesmos estão na linha de frente da pandemia.

— Os coveiros estão correndo risco diário de contaminação, já que säo responsáveis pelo sepultamento de vitimas de covid-19 e demais óbitos, tendo contato nos com as umas e familiares dos falecidos, que possam estar assintomáticos. Não somente os coveiros necessitam dessa priorização, mas também aqueles servidores ligados aos serviços essenciais prestados à população, como por exemplo, os ligados à Assistência Social, que fazem visitas domiciliares e em nenhum momento fizeram escala de revezamento de trabalho (redução), devido à natureza do trabalho, sobretudo neste momento de pandemia para auxilio à população vulnerável — destacou o ofício do Sintram

Comentários
×