Profissionais de Divinópolis passam por treinamento para receber vacina da Pfizer

Outros três municípios da Macro também; objetivo é tornar cidade apta a ter o imunizante e acelerar vacinação

Da Redação

Divinópolis pode receber em breve um terceiro imunizante contra a covid-19: a vacina da Pfizer. A Superintendência Regional de Saúde (SRS), em Divinópolis, confirmou que a cidade é um dos quatro municípios da Macrorregião Oeste a receber treinamento para armazenar adequadamente as doses. O fato se deve pela Agência Europeia de Medicamentos ter aprovado, nesta semana, a conservação da referida marca em refrigeradores por até um mês.

Devido ao rigoroso processo de armazenamento, apenas capitais do Brasil estavam recebendo vacinas da Pfizer. Com as novas perspectivas dos estudos, a determinação deve aumentar a flexibilidade de conservação das doses e manipulação das vacinas, ampliando significativamente o planejamento e logística de distribuição.

Segundo informou a superintendência, o laboratório está treinando as regionais e, além de Uberlândia primeira a aderir , Divinópolis e mais três cidades da Macro Oeste serão contempladas com o processo. O objetivo é capacitar os profissionais para o recebimento do imunizante, caso seja enviado.

Cenário

Atualmente, Divinópolis recebe apenas duas marcas de vacina: Coronavac (Butantan) e AstraZeneca (Fiocruz). Segundo dados atualizados pela Prefeitura de Divinópolis no último dia 17, foram recebidas 90.817 doses, sendo 59.602 Coronavac e 31.215 AstraZeneca.

Foram aplicadas 50.593 primeiras doses e 23.378 segundas. Conforme as categorias, a situação é a seguinte:

deficientes institucionalizados: 14;

idosos institucionalizados: 550;

idosos a partir de 90 anos: 1.457;

idosos de 85 a 89 anos: 1.965;

idosos de 80 a 84 anos: 4.849;

idosos de 75 a 79 anos: 8.281;

idosos de 70 a 74 anos: 12.587;

idosos de 65 a 69 anos: 12.811;

idosos de 60 a 64 anos: 11.478;

profissionais da linha de frente: 10.977;

trabalhadores de serviço de saúde: 2.934;

forças de segurança e salvamento: 333;

pessoas com síndrome de Down: 89;

gestante e puérperas com comorbidade: 36;

pessoas com deficiência permanente: 445;

pessoas com comorbidades: 5.165.

 

Comentários
×