Produção industrial em Minas cai em três comparações

Pablo Santos

A produção industrial de Minas Gerais caiu em maior percentual quando comparada com a média nacional. Em três das checagens, os dados mostram números negativos na produção industrial, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em Minas Gerais, a queda na produção foi de 3,4% em outubro para novembro do ano passado. Outras reduções mais intensas foram assinaladas como no Paraná, (-8,0%), Espírito Santo (-4,9%) e Pernambuco (-4,1%). Na sequência, Bahia (-3,5%), São Paulo (-2,6%), Goiás (-2,1%), Pará (-1,8%) e Rio Grande do Sul (-1,5%). No entanto, Rio de Janeiro (3,7%), Ceará (3,4%) e Mato Grosso (2,7%) apontaram avanços no mês.

Na média nacional, a queda foi de 1,2% da produção industrial nacional na passagem de outubro para novembro de 2019.

De acordo com o IBGE, a evolução do índice de média móvel trimestral para o total da indústria mostrou variação negativa de 0,1% no trimestre encerrado em novembro de 2019 frente ao nível do mês anterior, interrompendo, dessa forma, a trajetória ascendente iniciada em julho de 2019.

Seis dos 15 locais pesquisados apontaram taxas negativas neste mês, com destaque para os recuos mais acentuados assinalados por Pará (-4,3%), Espírito Santo (-3,0%) e Paraná (-2,4%). Por outro lado, Mato Grosso (1,9%), Rio de Janeiro (1,2%), região Nordeste (1,1%) e Ceará (0,9%) mostraram os avanços mais acentuados em novembro de 2019.

2018

Na comparação com igual mês do ano anterior, o setor industrial mostrou redução de 1,7% em novembro de 2019, com dez dos quinze locais pesquisados apontando resultados negativos. Espírito Santo (-24,3%) e Minas Gerais (-8,5%) assinalaram os recuos mais intensos. Rio Grande do Sul (-5,5%), Paraná (-4,0%), Santa Catarina (-3,7%), Pará (-3,5%), Bahia (-2,2%) e São Paulo (-2,0%) também registraram taxas negativas mais elevadas do que a média da indústria (-1,7%), enquanto Pernambuco (-1,6%) e região Nordeste (-1,1%) completaram o conjunto de locais com recuo na produção nesse mês. Por outro lado, Rio de Janeiro (13,3%), Amazonas (11,5%) e Goiás (10,3%) apontaram os avanços mais intensos em novembro de 2019.

Já no acumulado do ano, para o período janeiro a novembro de 2019, frente a igual intervalo do ano anterior, a redução observada na produção nacional alcançou sete dos quinze locais pesquisados, com destaque para Espírito Santo (-14,9%) e Minas Gerais (-4,9%).

Comentários
×