Procura-se um curso on-line

LEILA RODRIGUES 

Procura-se um curso on-line 

Fiz um curso de administração do tempo. Sabe como é né? Pandemia, curso on-line, gratuito. Fiz! Foi ótimo! 

Aproveitei e fiz também um curso com um nome muito sugestivo “Longevidade saudável”. Na minha cabeça racional, eu imaginei que, administrar o próprio tempo e ainda promover uma longevidade saudável, seria a glória. “Estou feita! É agora que eu vou ficar mega, blaster, plus ++++”.

Deu ruim! Fui parar no psiquiatra. 

No curso de administração do tempo, eu aprendi que se deve dormir oito horas, dedicar oito horas ao trabalho e as outras oito distribuídas entre higiene pessoal, alimentação, família, espiritualidade, lazer, esporte, estudo e amigos. 

Já achei difícil espremer tanta coisa em míseras oito horas, mas tudo bem. A gente reza enquanto vai para o trabalho, manda um zap para os amigos, se diverte enquanto trabalha e segue o baile. 

Daí veio o segundo curso. Nesse, você  tem que fazer um ritual matinal e um noturno de aproximadamente 20 minutos. Até aí tranquilo. Você também tem que meditar, alongar, fazer atividade física (que é diferente de alongar) e fazer exercício do assoalho pélvico 20 minutos diários. Antes de cada refeição, recomenda-se fazer um breve exercício respiratório de cinco minutos e, durante a refeição, você precisa mastigar 20 vezes cada garfada de comida, sem pressa. Continuando a rotina para se obter uma longevidade saudável, você deve colocar as pernas para cima por 20 minutos todos os dias, para melhorar a circulação. Além disso, a boa saúde pede para você praticar sexo quatro vezes por semana, ler um livro por mês, cuidar de plantas 30 minutos por dia, caminhar com o cachorro, tomar uma xícara de chá entre as refeições, uma taça de vinho toda noite e ainda aprender alguma coisa nova para exercitar o cérebro. Para as mulheres têm um tal de “skincare” que é melhor nem mencionar aqui.  E não posso esquecer do principal: tomar 26 suplementos divididos em cinco momentos do seu dia. 

Pirei! Embolei tanto que dei o suplemento para o cachorro, tentei fazer sexo enquanto lia o livro ‒ não funcionou, claro! ‒ e, por pouco, não mastiguei a samambaia. 

Agora estou procurando o último curso on-line que eu pretendo fazer na vida, “Seja feliz sem ser foda!”. Se você souber onde tem, me avise.

leila.palavras@gmail.com

Comentários
×