Procon Divinópolis registra recorde de atendimentos em 2019

Da Redação

O Procon Municipal de Divinópolis registrou recorde de atendimentos no ano de 2019. De acordo com os dados esses extraídos do Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), o órgão realizou 6.029 mil atendimentos, contra 4.089 mil realizados em 2012, recorde anterior. 

Os números impressionam, principalmente quando comparados aos anos anteriores, quando foram realizados 1.835 mil atendimentos, em 2017, e 2.817 mil atendimentos, em 2018. O crescimento foi de 229% em relação a 2017, e os números se devem a alguns fatores, segundo a Prefeitura. 

O primeiro deles, segundo o gerente executivo do Procon, Ulisses Couto, é que a população tem se mostrado mais consciente dos seus direitos e não está hesitando em buscá-los. Segundo, os resultados têm mostrado que maioria das reclamações efetuadas são solucionadas, dando credibilidade ao serviço prestado. Por fim, os fornecedores continuam a desrespeitar a legislação e os consumidores, mesmo com ações educativas, repreensivas e punitivas, dos Procons e do Poder Judiciário.

— Temos recebido muitos consumidores que estão no Procon pela primeira vez, muitos deles contam de amigo ou parente que teve um caso solucionado e indicou — explica Ulisses. 

Ainda em 2019, foram realizadas 45 audiências de conciliação, para casos de reclamações mais complexas, e em 22 delas foi realizado acordo. Quanto aos demais, o caso será analisado e poderá ser instaurado processo administrativo, podendo o fornecedor sofrer as penalidades previstas no Código de Defesa do Consumidor, como a multa. 

Os segmentos mais reclamados foram os mesmos dos anos anteriores, sendo o setor de serviços essenciais, como telefonia, internet, TV a cabo, água, energia elétrica e transporte, com 28,77%, produtos com 22,79% e assuntos financeiros, como cartão de crédito, empréstimos, financiamentos etc., com 21,58% do total de atendimentos realizados. 

Quanto aos serviços essenciais, a principais reclamações foram a má qualidade do serviço prestado e cobranças indevidas. Com relação a produtos, muitas reclamações quanto a defeitos, garantias, reparos e não entrega no prazo. Já quanto aos serviços financeiros, as reclamações foram principalmente de empréstimos consignados e serviços bancários sem solicitação do consumidor, bem como renegociação de dívidas vencidas, cobranças indevidas e dúvidas quanto a encargos financeiros, como juros de cartão de crédito. 

O gerente ainda ressalta que o número de atendimentos segue crescendo em 2020 e já foram mais de 600 atendimentos até esta terça-feira, 11.

— Estamos em ritmo acelerado, prontos para resolver as demandas dos divinopolitanos. Não hesitem em procurar o órgão, nem que seja simplesmente para esclarecer uma dúvida — concluiu Ulisses Couto.

Comentários
×