Primeiro ano escolar da criança deve ser amparado , afirma especialista

Da Redação

O primeiro uniforme, o primeiro compromisso com horário, a primeira sala de aula, segundo psicólogos, é fundamental para a adaptação da criança a todos os outros fatores relacionados ao início da educação infantil.

Para muitas famílias e alunos, o primeiro dia de aula não é fácil, pois, de fato, envolve novidades, um mundo novo, desconhecido pela criança, que, a partir de então, passa a experimentar mudanças que serão apresentadas pelos professores.

Representatividade

A professora, na primeira etapa de estudos de uma criança, representa, sobretudo, o acolhimento diante do desconhecido, conforme ressaltam profissionais. A psicóloga e psicopedagoga Sangela Almerinda da Cruz explica que a figura quase materna se ancora à profissional de forma inevitável, afinal, é dela o papel de tornar o período de adaptação mais leve e prazeroso.

— Os primeiros momentos da criança e de toda a família no ambiente escolar é um processo que pode determinar o sucesso e garantir um ano escolar muito proveitoso para todos: instituição, aluno e família. Quanto mais tranquilo e acolhedor for este ambiente, melhor será, principalmente para a criança — destacou.

Ajuda

Michele Gomes é mãe de uma menina de seis anos. Desde quando tinha apenas dois anos, a filha Isadora já frequentava o maternal. No entanto, a nova rotina trouxe receios, e o que a tranquiliza neste momento é a segurança passada pela professora que vai receber a pequena.

— Com certeza, mesmo já tendo frequentado escolinha, a partir de agora é o início da educação infantil e isso é algo que deixa qualquer pai com receio. As vulnerabilidades da criança, toda a fragilidade estará sendo entregue a uma equipe e, por isso, é fundamental termos confiança nesta e principalmente na professora que estará à frente de tudo — destacou.

— Quando meu filho Arthur foi para a escola pela primeira vez, a minha maior preocupação foi com o acolhimento. Felizmente foi o melhor possível e isso, certamente é fundamental para que a criança se sinta à vontade — disse Elaine Nogueira, mãe de do menino de seis anos.

Ainda de acordo com Sangela, acolher a criança, entendendo que o novo ambiente e as novas pessoas ali estão para trazer a ela a tranquilidade de que está amparada, é papel também da família.

— A família pode e deve colaborar tanto com a criança quanto com a equipe. Portanto, é essencial que a equipe esteja bem preparada para este momento de receber os novos alunos e familiares. Um ambiente acolhedor traz a tranquilidade e o aconchego para viverem estes primeiros momentos — finalizou Sangela.

Comentários
×