Presságio

Leila Rodrigues

Alguém vai dizer que você chegou tarde, que perdeu a chance ou que já era. E caberá a você a decisão de ir ou ficar, de desistir ou insistir. 

Alguém vai dizer que você calculou mal, que esqueceu este ou aquele detalhe ou que não pensou naquela outra possibilidade. E caberá a você confiar nos seus instintos, nos seus cálculos e na sua capacidade de fazer dar certo.

Alguém vai dizer que você não consegue, que é perda de tempo ou que não vale a pena. E caberá a você ouvir seu coração ou as vozes do mundo. 

Sempre haverá alguém para prever o nosso futuro. Seja este futuro distante ou o dia de amanhã. 

Esse amanhã que ninguém sabe e ninguém viu. Esse amanhã que é a mais perfeita surpresa que o universo tem para nós. 

Tudo pode ser previsto, planejado e calculado para dar certo e esta é a parte que nos cabe, planejar e calcular tudo da melhor forma possível. Mas nada está garantido, porque a surpresa do amanhã não vaza. 

O amanhã nos coloca todos no mesmo patamar, estamos todos na expectativa. Você pode prever um amanhã maravilhoso e ele acontecer de fato. Você pode prever um amanhã catastrófico e ele acontecer exatamente o contrário. 

As coisas não acontecem pelos presságios alheios. Elas acontecem porque têm que acontecer.

A fé salva, o trabalho salva, a precaução salva e as atitudes salvam. 

Ainda assim, tudo que tiver de ser parte do seu caminho, será! E em tudo há um aprendizado. 

A sorte adora quem acorda cedo, a saúde adora quem se cuida e  o resultado adora os disciplinados.

Mas, mesmo assim, não estamos isentos da doença ou do fracasso. E, em qualquer situação, alguém vai dizer alguma coisa de nós. Sempre! Porque as pessoas precisam de assunto, precisam de alguém para ser o centro das atenções, precisam de alguém para atirar as pedras. E em algum momento esse alguém será um de nós. 

Alguns vão dizer sem pensar ou sem saber o que estão dizendo. Outros vão dizer porque gostam mesmo de entrar na vida alheia. Mas terão aqueles que vão dizer com propriedade, vão te fazer pensar, vão mexer nas suas feridas. E esses são aqueles que se preocupam conosco de verdade. 

Por mais que saibamos de cor nossos erros e nossas fraquezas, ouvi-los de alguém é sempre um baque. É sinal de que a nossa caixa secreta vazou e que, lá fora, mais alguém sabe o que se passa aqui. 

E, de novo, cabe a cada um de nós usar o presságio alheio ou não para mudar nossos rumos.

leila.palavras@gmail.com

Comentários
×