Preso suspeito de ser mentor de explosões de caixas na região

Suspeito já havia sido preso anteriormente; ele tem antecedentes por crimes como homicídio

Rafael Camargos
Um dos principais suspeitos na explosão de caixas eletrônicos da região Centro-Oeste foi pego pela Polícia Civil em Divinópolis, ontem. Guilherme Nostradamus Santana de 26 anos morava em Belo Horizonte com a namorada onde foi preso pelos investigadores. As investigações começaram em setembro do ano passado, quando ele foi preso no bairro Niterói, com armas, drogas e aproximadamente R$ 9 mil em dinheiro.

O jovem foi solto, e continuou a praticar crimes na cidade, até que outro mandado de busca e apreensão foi expedido contra ele pela justiça, mas ele fugiu antes que a polícia conseguisse prendê-lo. Guilherme morou em Uberlândia e em cidades do Paraná antes de ir para a capital onde estava há aproximadamente seis meses, há três, ele vinha sendo monitorado pela polícia. Na cidade, ele vendia roupas falsificadas e tinha um documento falso. Ele estava com o mandado de prisão expedido desde a operação “Lápide”.

Linhas de investigação
Ainda ontem, a Civil realizou uma coletiva de imprensa para falar sobre a ocorrência com a imprensa. O delegado responsável pela investigação, Wesley Castro, falou que além da prisão, foram encontrados materiais ilícitos como, as roupas falsificadas, além de notas de dólar e euro.

— O setor de inteligência da delegacia de Divinópolis já estava o investigando a mais ou menos um ano. Neste período ele esteve nas cidades de Uberlândia e no estado do Paraná, sendo que há seis meses ele estava se escondendo em Contagem — falou Castro.

Conforme o delegado explica, o suspeito e a esposa vinham comercializando o material apreendido com outras pessoas na cidade. Já o dinheiro, cerca de 154 euros, notas de dólares foram adquiridos através de assaltos.

— Em princípio, foi cumprido o mandado de prisão e ele irá responder pela falsificação de documentos — falou Wesley Castro.

O delegado continuou dizendo que as investigações continuam e que outras evidências devem ser apresentadas nos próximos dias. O suspeito foi levado para o presídio Floramar.

 

 

 

Comentários
×