Presidentes de entidades confiantes em novas metas para o Município

Garantem estar à disposição do Executivo para debater fatores primordiais visando à recuperação da economia

Da Redação 

Divinópolis conheceu no último domingo, 15, seus futuros representantes para os próximos quatro anos. Na Câmara, somente seis vereadores se reelegeram, e na eleição majoritária, o vencedor nunca tinha se candidatado a um cargo público: Gleidson Azevedo (PSC). Uma nova safra, também no Legislativo, tem à frente os grandes desafios de conduzir e desenvolver uma cidade de quase 250 mil habitantes. Neste sentido, um dos fatores primordiais para a recuperação da economia são as metas as quais o futuro prefeito vai trabalhar a partir de 1º de janeiro de 2021. Pelo menos os planos de governo foram amplamente debatidos entre a população, empresários e entidades de classe. É esta realidade que a cidade terá que enfrentar a partir janeiro.

Parcerias 

O Agora ouviu os presidentes de três entidades de classe da cidade. Uma delas, a Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços de Divinópolis (Acid), que tem como presidente Alexandra Galvão. Ela se mostra positiva quanto às parcerias que possam a vir se formar.  

— A Acid cumprimenta todos os eleitos. Sabemos dos desafios que serão enfrentados e, para melhor vencê-los, acreditamos que a cultura e a prática da colaboração são os caminhos para criarmos os melhores ambientes de negócios para o desenvolvimento econômico e social. Neste sentido, a associação se coloca à disposição para que, juntos, possamos transformar positivamente nossa Divinópolis — arremata. 

CDL

Questionado sobre qual seria a expectativa para o futuro econômico da cidade, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Divinópolis, Luiz Angelo Gonçalves, também se mostra otimista. 

— Os desafios econômicos da cidade são muitos claros e intensos neste momento. Nós temos o desemprego que gerou mais de 1.500 fechamentos de vagas e isso reflete a dificuldade atual do nosso município. Acredito que esta nova Administração encontrará também desafios quanto aos ajustes de gestão pública necessários como a reforma administrativa, reforma da Previdência, e a organização das estruturas das finanças públicas. Enquanto CDL, esperamos que a nova administração consiga encarar esses desafios e crie um ambiente de negócios mais favorável para nossa cidade realizando projetos junto à Câmara de Vereadores, necessários para a redução da burocracia, melhoria para o ambiente de negócios favorecendo as empresas já instaladas e criando também um ambiente para atração de novas — avalia. 

Fiemg  

O presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) Regional Centro-Oeste e do Sindicato das Indústrias da Construção Civil Centro-Oeste  (Sinduscon-CO) e Grupo Gestor, Eduardo Soares, também se diz confiante nas novas mudanças que estão por vir.

— Entendo que são novas perspectivas como a renovação que teremos na Câmara e também no Executivo. Gleidson Azevedo e Janete Aparecida sabem de nossas expectativas. Pensamos que será uma gestão compartilhada com a sociedade, principalmente a organizada, que tem muito em contribuir com a gestão pública da cidade. Sempre defendi que aquele que estiver lá no dia 1º de janeiro será sempre nosso parceiro, pois nosso partido é Divinópolis e ela precisa muito tomar um novo rumo, buscar novos horizontes. Faço voto que o Gleidson e a Janete saibam fazer isso com maestria e colocamos nossas entidades à disposição — detalhou.

 

Coment√°rios
×