Presidente da FMF mostra confiança na conclusão dos torneios dos Módulos I e II

José Carlos de Oliveira 

O presidente da Federação Mineira de Futebol (FMF), Adriano Aro, deixa claro em entrevista a órgãos de imprensa que não acredita que a volta da disputa do Campeonato Mineiro ocorra antes do dia 15 de julho. O dirigente mostra confiança em que a competição termine em campo, mas não agora.

— Mesmo que a Federação receba o sinal de ok das autoridades em Saúde e dos governos do Estado e municipais, teremos que dar aos clubes alguns dias para uma pré-temporada, o que nos faz acreditar que os jogos somente sejam retomados na segunda quinzena de julho — destacou.

Reunião

Adriano Aro garantiu que na reunião que acontece no dia 17 deste mês, com autoridades da Saúde e o governo do Estado — será estipulado um prazo para a volta dos torneios, com todos os protocolos a serem seguidos pelos times em cada uma das partidas.

— Pretendemos terminar o campeonato em campo, obedecendo aos regulamentos, mas também podemos fazer pequenas mudanças, como as fases finais do Módulo I sendo em jogo único, diminuindo em duas datas a conclusão do torneio — defendeu.

Punição

Ainda sobre a continuidade dos campeonatos, e já respondendo a um pedido do Tupi de Juiz de Fora – que mostrou interesse em desistir da reta final do Módulo II –, Adriano Aro esclarece que não há esta possibilidade.

— O clube que desistir da disputa estará sujeito ao rigor da lei, com rebaixamento para a divisão inferior e punição de dois anos sem poder disputar competições oficiais — esclareceu.

Módulo I

Quando as competições foram interrompidas em março, o estadual do Módulo I encontrava-se na reta final da fase de classificação, faltando somente duas rodadas, que vão definir os quatro times que seguem na briga pelo título de 2020 e os dois rebaixados para o Módulo II em 2021.

Tombense, 1º colocado com 21 pontos, América 2º com 20, Atlético 3º com 18 e Caldense, 4º, com 17, estariam nas semifinais se o torneio fosse encerrado assim. Em 5º lugar, com 14 pontos, o Cruzeiro luta para entrar na reta final do estadual, tendo que vencer as duas partidas que lhe restam – uma delas num confronto direto contra a Caldense, em Poços de Caldas, na última rodada.

Módulo II

O estadual do Módulo II parou quando haviam sido disputadas seis rodadas da fase classificatória, faltando ainda cinco jogos para cada time nesta etapa. Na primeira fase do torneio, os 12 times jogam todos contra todos em turno único, classificando-se os quatro primeiros colocados ao término das 11 rodadas para o quadrangular final.

Na segunda fase, as quatro equipes que permanecerem na disputa jogam entre si em turno e returno – duelos de ida e volta – com o melhor time ao final das seis rodadas sendo campeão estadual. Os dois primeiros sobem para o Módulo I em 2021.

O Guarani ocupa a 4ª colocação no torneio, com 10 pontos ganhos – três vitórias, um empate e duas derrotas – até o momento e estará garantido no quadrangular se mantiver esta posição até o fim das onze rodadas.

O primeiro colocado é o Pouso Alegre, com 16 pontos ganhos em seis jogos, seguido pelo Nacional de Muriaé, que tem 11, e pelo Athletic de São João del-Rei, que está em terceiro lugar com os mesmos 10 pontos do Bugre, mas leva vantagem nos critérios de desempate.

Jogos para o Guarani

O Alvirrubro tem mais cinco jogos a disputar pela primeira fase do Módulo II, três fora de Divinópolis e dois como mandante. Na 7ª rodada, o adversário será o Serranense, em Nova Serrana; na 8ª o Clube Atlético do Pontal (CAP) Uberlândia, no Parque do Sabiá; na 9ª, o Athletic de São João del-Rei, no Farião; na 10ª, o Nacional de Muriaé, também em Divinópolis; e na 11ª e última rodada o Bugre joga no Ipatingão, no Vale do Aço, contra o Ipatinga.

Comentários
×