Prefeitura vai parcelar o salário de todos os servidores já em novembro

 

Da Redação

A exemplo do que vem sendo feito no Estado desde o início do ano, a Prefeitura de Divinópolis irá parcelar os salários de todos os servidores em novembro. Em um ofício enviado ao Sindicato dos Trabalhadores da Educação Municipal do Município De Divinópolis (Sintemmd), nesta segunda-feira, 29, o Executivo informou que todos os servidores, incluindo os da educação, receberão apenas R$ 1 mil referente ao salário de outubro, no 5° dia útil de novembro. De acordo com o documento, a medida foi tomada por causa da dívida de mais de R$ 92 milhões que o Governo do Estado tem com o Município.

No ofício, a Prefeitura informou que além da dívida de mais de R$ 14 milhões, referentes ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), o Estado estadual deve ainda mais de R$ 6 milhões do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), fora os repasses que estão em atraso do transporte público, e saúde. Conforme ainda o Executivo, a ação na justiça para recebimento do ICMS teve liminar negada pela justiça.

— Será impetrado ainda nesta semana, um mandado de segurança contra o ato omissivo praticado pela Secretaria de Estado da Fazenda, com pedido de liminar, para garantir o recebimento do Fundeb.  Verba esta, de caráter constitucional e de direito do Município – afirmou a nota.

A Prefeitura informou ao Agora, por meio da assessoria de imprensa, que não há previsão de quando o restante dos salários dos servidores será pago. No ofício enviado ao Sindicato dos Trabalhadores da Educação Municipal (Sintemmd), a Administração afirmou que comprometida com o pagamento da folha de salários, e que a entrada de novos recursos será direcionada prioritariamente ao pagamento de todos os servidores.

Sindicatos

O Sintemmd anunciou nessa terça-feira, 30, que os servidores rede municipal de educação votaram pelo início da “Operação Tartaruga” a partir da próxima segunda-feira, 5, com a possibilidade de greve, caso os salários de setembro e outubro não sejam quitado no 5º dia útil de novembro.

O Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis e Região Centro-Oeste de Minas Gerais (Sintram) informou por meio de sua assessoria de imprensa, que não vai se posicionar sobre o assunto, pois ainda não foi comunicado oficialmente pela Prefeitura sobre a medida adotada.

 

 

 

 

Comentários
×